ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 23º

Interior

Vítima da covid, idosa morre após ficar 8 dias internada em Corumbá

É o 14º óbito da doença do novo coronavírus na cidade, que já registra 581 casos de covid-19 desde março

Por Izabela Sanchez | 13/07/2020 11:50
Prédio da Santa Casa de Corumbá, onde idosa ficou internada (Foto: Arquivo/Diário Corumbaense)
Prédio da Santa Casa de Corumbá, onde idosa ficou internada (Foto: Arquivo/Diário Corumbaense)

Idosa de 72 anos faleceu na madrugada desta segunda-feira (13) em Corumbá, a 419 km de Campo Grande, o 14º óbito da covid-19 na cidade. Ela ficou internada ao longo de oito dias  na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa, conforme cita o Diário Corumbaense.

Ela entrou no hospital no dia 5, com suspeita da doença, e a coleta da amostra genética do trato respiratório foi feita apenas no dia seguinte. A confirmação do vírus veio na quinta-feira (9).

Segundo o jornal, ela já sofria de diabetes, hipertensão e sequelas de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). A idosa faleceu às 04h50 desta segunda.

O boletim divulgado pela secretaria municipal até o fim do domingo (12) contabiliza 581 casos positivos de covid-19. Desse total, 302 pessoas estão recuperadas, 251 estão em isolamento domiciliar e 15 pessoas estão internadas, quatro delas com uso de ventilação mecânica.

A região de Corumbá tem o menor número de leitos de UTI, a mais frágil em saúde hospitalar e uma das que mais preocupam a secretaria estadual de saúde pelo avanço da covid em meio à fragilidade na alta complexidade em saúde.

Nesta segunda-feira (13), a secretaria estadual comunica oficialmente seis novos óbitos, mas a morte registrada em Corumbá deve fazer parte do boletim da terça-feira (14), já que os números do boletim estadual são sempre fechados no dia anterior à divulgação, às 19h.

O Estado já tem 77 mortes desde o dia 1 de julho, fazendo deste mês o mais letal para a covid até agora. Já são 13.461 contaminados em Mato Grosso do Sul, mas 70% deles são considerados recuperados. Na Capital, o número de infectados subiu para 4.640, com mais 140 casos desde ontem.