ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  08    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Municípios terão que bater meta para receber novos lotes de testes rápidos

Resolução da Secretaria Estadual de Saúde estabeleceu regras para distribuição dos exames

Por Jones Mário | 13/07/2020 10:48
Profissional de Saúde aplica reagente no sangue coletado via teste rápido para covid-19 (Foto: Henrique Kawaminami)
Profissional de Saúde aplica reagente no sangue coletado via teste rápido para covid-19 (Foto: Henrique Kawaminami)

Resolução da SES (Secretaria Estadual de Saúde) estabeleceu regras para distribuição de testes rápidos para identificação de anticorpos à covid-19 aos municípios sul-mato-grossenses. Agora, só vai receber novos lotes a cidade que comprovar o uso de 70% dos exames fornecidos.

Pela normativa, publicada na edição desta segunda-feira (13) do Diário Oficial do Estado, as equipes de Saúde dos municípios devem mandar planilha de uso dos testes rápidos distribuídos pela SES todas as terças-feiras.

Às sextas, a secretaria estadual vai informar o compilado geral das planilhas e, às segundas, informar quais ofícios das prefeituras com pedidos por novos testes serão atendidos, com base no índice mínimo de 70% de aplicação dos exames já enviados.

Há duas semanas, o titular da SES, Geraldo Resende, reclamou em transmissão ao vivo que mais da metade dos municípios do Estado não encaminhavam à pasta os resultados dos testes rápidos distribuídos.

O governo estadual compra testes rápidos sistematicamente. O ministério da Saúde também já mandou 96 mil exames.

O teste rápido rastreia anticorpos para o Sars-CoV-2 no soro. A modalidade não é indicada para diagnóstico da doença, uma vez que só constata a reação do organismo para o vírus após, pelo menos, sete dias a partir do início dos sintomas.

Hoje, quatro em cada dez exames de novo coronavírus feitos no Estado são testes rápidos. A informação é da SES.