A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/01/2008 16:15

João Arcanjo deixa presídio para depor no Fórum

Redação

Prestou depoimento nesta tarde no Fórum de Campo Grande João Arcanjo Ribeiro, conhecido como "Comendador Arcanjo". Ele deixou o presídio federal de segurança máxima, onde está desde outubro do ano passado, para interrogatório feito a pedido da Justiça de Mato Grosso, que corre na comarca de Sinop, num processo por corrupação ativa.

Neste mesmo processo, um dos acusados é um ex-delegado da Polícia Civil mato-grossense Richard Damasceno Ferreira. Os outros réus são Geoavane Zem Rodrigues, genro de Arcanjo, René Roberto Lima e Agnaldo Gomes Azevedo.

Arcanjo deixou o presídio por volta das 15h, sob forte escolta, e foi ouvido na Vara de Cartas Precatórias do Fórum de Campo Grande. Ele já retornou ao presídio federal, segundo as informações da justiça estadual.

Apontado como chefe do crime organizado no Mato Grosso, Arcanjo é condenado a 44 anos de prisão por contrabando, porte ilegal de armas, homicídio, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. Foi transferido para Campo Grande, porque mesmo preso, estaria comandando o jogo do bicho no Mato Grosso.

Duas pessoas ligadas a ele já estavam no presídio federal de Campo Grandel desde julho de 2007: o ex-cabo da PM (Polícia Militar) de Mato Grosso Hércules Agostinho e o ex-soldado Célio Alves de Souza, ambos condenados por vários assassinatos a mando de Arcanjo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions