A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/11/2010 12:11

Jovem desacata fiscal da Assetur e vai para a delegacia

Redação

Um jovem de 22 anos foi parar na delegacia ao ter usado o vale transporte gratuito da mãe emitido sub júdice. O rapaz desacatou o fiscal da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano), não quis assinar o termo de ocorrência e acabou detido pela PM (Polícia Militar).

O responsável pela fiscalização da Assetur, Franklin Farreli, explica que cartões sub júdice são emitidos pela Justiça a pessoas que não teriam direito ao benefício, mas que contraíram algum tipo de problema de saúde. Portanto, esse tipo de cartão tem data de validade pré-estabelecida, diferente aos concedidos a deficientes, idosos e estudantes.

O flagrante de uso indevido aconteceu na estação Peg Fácil, inaugurada esta semana, na rua 15 de Novembro na praça Ari Coelho.

Assim que o jovem passou na catraca, o fiscal Júlio César Martins solicitou a apresentação do cartão.

O rapaz, no entanto, se negou e o fiscal foi obrigado a prosseguir com o procedimento padrão em que Martins passou o cartão no validador. No fim do dia é puxado um histórico dos números de cartões que passaram pela máquina. Aquele antes do fiscal seria o do jovem.

Foi então que o rapaz retornou a catraca agredindo verbalmente o funcionário da Assetur. "Ele disse então que o cartão não era dele. Foi me mostrar e vi que era da mãe dele", relata o fiscal.

Nesses casos, o cartão é retido e um termo de ocorrência é feito na hora pelo agente. O jovem recusou a assinar e desacatou Martins.

Encaminhado a sede do 1° BPM (Batalhão de Polícia Militar) e em seguida à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), o jovem assinou um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) e liberado.

Benefício

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions