A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 13 de Novembro de 2018

13/10/2008 14:45

Justiça condena policiais presos na operação Xeque-Mate

Redação

Decisão do juiz Albino Coimbra Neto, da 2ª Vara Criminal de Três Lagoas, condena a 7 anos e dois meses de reclusão os policiais civis Iraceno Teodoro Alves Neto e Rubens Baptista Filho, presos no ano passado durante as investigações da operação Xeque-Mate. Eles são acusados de torturar um adolescente suspeito de assaltar um posto de combustíveis em Três Lagoas, município distante 326 quilômetros de Campo Grande.

Boletim de ocorrência, laudo médico, fotos das lesões e até gravações telefônicas foram as provas usadas para materializar a denúncia. A decisão que condena os policiais é de 25 de setembro deste ano e o caso de tortura ocorreu em 05 de maio de 2005.

Conforme a decisão, o garoto foi retirado do trabalho supostamente para prestar depoimento ao delegado. No entanto, o adolescente foi agredido principalmente na região lombar e nos pés, locais do corpo que não costumam revelar as lesões.

As investigações apontam ainda que em 2007, quando o roubo ao posto era apurado, os policiais foram à casa do adolescente e, mesmo sem mandado de busca e apreensão, pegaram um módulo de potência de alto-falante. 

O caso veio à tona em 2007, quando a operação Xeque-Mate foi montada para apurar envolvimento de policiais em vários crimes, inclusive em quadrilhas e organizações criminosas. Eles chegaram a ser presos e colocados em liberdade.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions