A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/01/2009 07:00

Ladrões param ônibus na BR-262 e assaltam passageiros

Redação

Bandidos interceptaram um ônibus intermunicipal para roubar dinheiro e até as bagagens dos passageiros. Aproximadamente 27 pessoas estavam no veículo durante a ação, que foi executada às 4 horas de hoje, na BR-262, perto de Ribas do Rio Pardo, cidade distante 94 quilômetros de Campo Grande.

Segundo a Polícia Civil apurou até o momento, o ônibus da Viação São Luiz, itinerário Aparecida do Taboado-Dourados, foi interceptado por um carro de passeio. Os ocupantes do carro apontaram armas de fogo para o motorista, que foi obrigado a entrar em uma estrada vicinal.

Fora da rodovia, dois dos assaltantes invadiram o ônibus e anunciaram o assalto. Eles mandaram os passageiros entregar todo dinheiro "sem esconder nada".

O vendedor Márcio Paulo Daldoti, 30 anos, mora em Paranaíba e vinha a Campo Grande comprar carros para vender na cidade dele. Daldoti suspeitou que o ônibus seria assaltado quando o motorista teve de deixar a rodovia em direção a uma via não pavimentada.

Ele ocupava uma das poltronas no fundo do ônibus e, como viu que passageiros do fundo tentavam esconder dinheiro, sentiu medo da reação dos marginais. O vendedor perdeu R$ 270,00 na ação.

Para o vendedor, os ladrões pareciam ter pouca experiência e as armas usadas eram velhas. "Só consegui guardar a aliança", conta.

O motorista de ambulância Reinak Fernandes de Freitas, 31 anos, vinha de Inocência a Campo Grande para comprar uma moto, que já havia negociado. Os autores roubaram um cheque de R$ 10 mil, que seria usado na compra. Ele teme perder o negócio, que estava praticamente fechado.

Já a fonoaudióloga Andréa Arruda Bianco, 26 anos, teve R$ 40,00 e o telefone celular roubados pelos bandidos. Ela explica que tem medo de assaltos e, por este motivo, viaja com pouco dinheiro.

Andréa revela que constantemente faz o percurso, sempre à noite, porque não existe outra alternativa na Viação São Luiz e outras empresas não fazem o itinerário. "Não tenho opção de viajar de dia e à noite você fica mais sujeito a assaltos", completa.

A dona de casa Vanessa de Morais, 27 anos, dormia quando foi surpreendida pelos assaltantes. Ela, o marido e o filho de 4 anos, vinham para Campo Grande de Fernandópolis (SP), onde foram passar férias na casa de familiares.

Vanessa ficou muito nervosa e começou a chorar. Ao ver a mãe aos prantos, o filho passou a questioná-la e os bandidos ficaram irritados.

Os autores levaram até as malas da família. Conforme Vanessa, os bandidos roubaram R$ 150,00, câmera digital, vídeo-game e um aparelho de televisão.

Antes de sair, os assaltantes falaram que a culpa da ação é do governo. Para Vanessa, restou apenas indignação.

"Você trabalha, consegue as coisas com sacrifício, eles roubam e dizem que a culpa é do governo", desabafa.

Depois do assalto, as vítimas foram obrigadas a permanecer por mais 40 minutos na estrada vicinal, por ordem dos ladrões. O motorista só pôde seguir viagem a Campo Grande às 5 horas de hoje.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions