A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

22/07/2010 15:05

Mala esquecida causa suspeita e movimenta PM em Amambai

Redação

Suspeita de conter uma bomba, uma maleta deixada em uma calçada em frente a um posto de combustíveis movimentou a Polícia Militar e aguçou a curiosidade de moradores de Amambaí, distante 360 quilômetros de Campo Grande nesta quinta-feira. O conteúdo, porém, era de bíblias.

A pasta executiva, de cor preta, foi deixada durante a manhã em frente a um posto na Avenida Nicolau Otano, próximo a saída para Caarapó, de acordo com reportagem do site A Gazeta News. Uma equipe da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar de Amambai esteve no local, chamada por moradores. Após analisar o objeto suspeito, a área foi isolada.

Uma equipe do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar) chegou a ser acionado na Capital para averiguar a maleta e seu conteúdo, mas a viagem foi cancelada.

Segundo o comandante do destacamento da PM de Amambai, major Ulisses Alcaráz, era pouco provável que existisse alguma espécie de explosivo na maleta, já que nenhum fato parecido foi registrado nesta região do país anteriormente. "Mas mesmo assim optamos por tomar todas as medidas preventivas padrão", disse o comandante à Gazeta News.

Após uma grande movimentação em torno do objeto, a Polícia Militar conseguiu localizar o proprietário da maleta. O homem, cujo nome não foi divulgado, é evangélico, morador de Nova Alvorada do Sul e tem 46 anos. Na mala esquecida carregava bíblias, hinários e documentos diversos.

O dono da mala disse que foi a Amambai para comprar um veículo. Ao desembarcar do ônibus pela manhã, cansado da viagem, acabou esquecendo a maleta na calçada e só deu falta do objeto quando já estava em um cartório da cidade, onde registraria o contrato de compra.

Segundo a Polícia Militar, o "esquecido" não vai responder a nenhum procedimento pelo ocorrido. (com reportagem de Vilson Nascimento, Gazeta News).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions