A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/03/2009 15:55

Marun: só cabe à polícia solucionar golpe das casas

Redação

O secretário de Estado de Habitação, Carlos Marun, afirmou há pouco que está nas mãos da polícia solucionar o golpe das vendas de casas da Agehab (Agência Estadual de Habitação).

Ele garantiu que o governo do Estado já tem conhecimento desde agosto de 2008 de que há golpistas na praça oferecendo facilidades para "furar a fila" na aquisição de casas populares, mas não apresenta nenhuma ação contra a prática, além da denúncia à Polícia.

Hoje pela manhã, o governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que providências começaram a ser tomadas imediatamente, assim que as denúncias foram feitas.

Marun afirmou que a mesma pessoa que denunciou o esquema, cujo nome ele diz "não se recordar", chegou a prestar depoimento à Polícia Civil sobre o caso.

Entretanto, o secretário destaca que, à época, nem o nome do senador Delcídio do Amaral nem do deputado federal Vander Loubet, estavam envolvidos nas denúncias.

Preso no fim de semana, Ademar Mariano apontado como mentor do esquema que prejudicou pelo menos 100 pessoas, atacou políticos e policiais, como beneficiados pelo crime.

Em troca de dinheiro, ele prometia imóveis em residenciais da Agehab, e disse que fazia isso a mando do deputado federal Vander Loubet (PT), com a intenção de prejudicar o senador Delcídio Amaral (PT).

Ao oferecer a facilidade de "furar a fila" e conseguir um imóvel do governo, o golpista teria se apresentado como assessor de Delcídio, para que depois a revolta dos ludibriados recaíssem sobre o senador, mas depois diz que viu no negócio uma ótima oportunidade de ganhar dinheiro fácil.

Questionado sobre as providências que estão sendo tomadas neste momento, Marun afirma que as investigações "permanecem nas mãos da polícia", alegando que procurou a polícia, mas não informou o número de inquérito e diz que não acompanhou mais a evolução da investigação.

"Não temos nenhum tipo de denúncia há pelo menos 60 ou 70 dias. Depois da última denúncia, a imprensa foi inclusive alertada. Agora, continuamos trabalhando, e os culpados vão aparecer por meio de investigação da polícia", declarou o secretário.

O Campo Grande News divulgou denúncia sobre o golpe da venda da casa no dia 16 de janeiro, após ser procurado por pessoas que cairam na armadilha. Somente no dia 22, a secretaria de Habitação se manifestou sobre o assunto, com alerta sobre o golpe.

A farsa veio à tona em 01 de setembro, prazo para que as pessoas recebessem a casa. Como isso não ocorreu, as denúncias começaram a surgir.

O depoimento

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions