A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/03/2015 14:59

MPE quer criar grupo especial para fiscalizar ações da PM e Polícia Civil

Ricardo Campos Jr.

O MPE (Ministério Público Estadual) irá acompanhar mais de perto a atividade policial por meio da criação do Gacep (Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial).

Com estrutura semelhante a do Gaeco, especializado no combate ao crime organizado, a corporação foi oficializada nesta quinta-feira (19), mas ainda não tem um promotor de justiça para chefiar os trabalhos. A nomeação deve ser feita nos próximos dias e depende de aprovação do Conselho Superior do órgão.

Conforme a assessoria de imprensa do Ministério Público, os agentes devem agir com o objetivo de adequar e manter a regularidade dos procedimentos exercidos tanto pela PM (Polícia Militar) como pela Polícia Civil, também podendo, entre outras coisas, fixar diretrizes para a política criminal e fazer trabalhos voltados à prevenção da criminalidade.

Também é permitido ao Gacep investigar qualquer tipo de conduta policial ilícita ou omissiva, pedir às autoridades competentes que tomem medidas para sanar as irregularidades, fiscalizar o cumprimento de quebras de sigilo e de mandados expedidos pela Justiça.

Será garantido aos integrantes do grupo o livre acesso a toda e qualquer unidade policial dentro da jurisdição deles, bem como presídios ou quartéis. Dentro dos trabalhos, os promotores e suas equipes poderão pedir documentos que julgarem necessários.

Para a criação do Gacep, ainda conforme a assessoria de imprensa do MPE, foi considerada, além de determinações superiores do órgão, a necessidade de reduzir os riscos de personalização dos promotores nas ações judiciais e extrajudiciais, além de aproximar as forças policiais com trabalhos de inteligência voltados ao combate da criminalidade.



Bom! Sinal que o ministério público está com a lição de casa em dia não é??????????
Tantos casos em que o MP deveria ter criado FORÇA TAREFA e até agora o carnaval corre solto pela alta cúpula da ADM pública nadando em dinheiro do povo. Mas tá bom, acho que nas polícias a corrupção alcança patamares mais elevados!!!!!!!!!!!!!!!!

Tanto vagabundo/bandido que ta ganhando liberdade, quando poderia ter uma pena mais severa, vemos vemos um órgão, de respeito, preocupado em "abraçar" tanta coisa que sabe não dar conta de fazer tudo....
 
Luiz em 21/03/2015 00:10:45
Acredito que o MPE tem atribuição de fiscalizar as atividades das policias. Mas seria mais coerente e inteligente fazer algo mais efetivo em prol das policiais. Como por exemplo, saber se eles trabalham em condições dignas e humanas. Se tem logística, efetivo e treinamento adequado. Se tem jornada de trabalho em condições humanas. Cobrar é muito simples.
Doravante, nos hospitais, escolas, postos de saúde, bairros análogos a favelas também precisam de uma visitinha do MP. Alguém já viu algum promotor na Ala de queimados da Santa Casa ou visitando os doentes no hospital do câncer pra saber se está tudo bem com eles?

Sou a favor desse grupo. Vem pra somar. Contudo, outras coisas indispensáveis a sociedade e aos próprios agentes estão esquecidas pelo MP. Como sempre, o alvo são os mesmos.
 
CONTRADITORIO em 20/03/2015 20:29:37
Tanta corrupção política que merece ser melhor fiscalizada pelo MPE na minha humilde opinião de cidadão. Acho, que a melhor ajuda do Gacep, seria ajudar a Polícia Militar e a Polícia Civil no combate real contra a criminalidade,onde a dificuldade do serviço policial é diário, seja nas viaturas operacionais, seja nas delegacias. A corregedoria da polícia civil e o serviço reservado da PM já existem para o devido controle de seus policiais.
 
Renato Ximenes de Brittes em 20/03/2015 20:10:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions