A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/11/2008 06:46

MPT flagrou 15 crianças trabalhando em cemitérios

Redação

Quinze crianças foram flagradas trabalhando em cemitérios de Dourados, a 221 quilômetros de Campo Grande. Ontem nove auditores do Ministério Público do Trabalho fizeram rondas na cidade para combater o trabalho infantil.

As crianças que foram flagradas estavam em situações de risco, distribuindo panfletos no meio da rua, ou comercializando velas e flores nas portas dos cemitérios.

Para o auditor fiscal William Freitas Miranda, com a criação de órgãos, alterações em leis, implantações de programas de geração de renda para as famílias carentes e ampliação de bolsas para estudantes, já não é mais cabível a desculpa que a criança precisa trabalhar.

"Em Dourados havia meninos trabalhando o dia todo por R$ 10. Chamamos os responsáveis e orientamos para que eles fossem encaminhados imediatamente para a casa. Em 90% dos casos fomos compreendidos. Muitos disseram desconhecer a lei e outros questionaram, mas acabaram atenderam o nosso pedido", explica.

Segundo Miranda, este tipo de exploração encontrada em Dourados está na no item 73 da Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (TIP). O artigo destaca o trabalho em ruas como comércio ambulante, guardador de carros, guias turísticos, transporte de pessoas ou animais, entre outros.

A contratação de menores é crime que prevê 3 anos de prisão, além de multas e processos administrativos. Segundo William, o MPT está

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions