A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/02/2008 14:50

MS investiga segunda suspeita de morte por febre amarela

Redação

O superintendente de Vigilância em Saúde, Eugênio de Barros, esteve ontem em Ponta Porã para uma reunião com o diretor regional de saúde do Departamento de Amambay (Paraguai), Victor Peralta. Os representantes do Brasil e do Paraguai resolveram realizar o encontro após a morte do paraguaio Rodolfo Escobar, de 38 anos, no dia 7 de fevereiro no Hospital Regional de Ponta Porã, que segundo exame feito em laboratório brasileiro foi vítima de febre amarela.

Apesar de residir em Pedro Juan Caballero (PY), Rodolfo trabalhava em uma fazenda no Brasil, onde permanecia durante toda a semana, portanto a chance de ter contraído a doença em Mato Grosso do Sul é maior. O caso é a segunda morte  em investigação no Estado. A primeira é do empresário de Maracaju, Nelson Machado Ribeiro, de 44 anos, que morreu em janeiro.

O exame dele de sorologia deu positivo para febre amarela, mas nesse caso também é investigada a possibilidade de ter sido reação a vacina. Como ocorreu com o empresário, novos testes deveriam ser feitos para certificar as causas, mas isso demandaria a exumação do corpo do paraguaio, explica Eugênio de Barros.

Sem explicar os motivos, ele conta que a necropsia não foi feita, o que prejudica uma avaliação mais contundente.O secretário de Saúde de Ponta Porã foi procurado para falar sobre o assunto, mas não foi encontrado.

Divergência

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions