A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/01/2008 15:53

MS já é o 2º Estado no país em casos de febre amarela

Redação

O número nem se compara ao registrado a Goiás, mas Mato Grosso do Sul alcançou a segunda colocação na lista de casos de febre amarela no País. Até quarta-feira (30), o Estado estava empatado com o Distrito Federal, ambos com dois casos confirmados da doença. No final da tarde de ontem (30), boletim do Ministério da Saúde confirmou o terceiro infectado no Estado.

O levantamento não leva em conta a morte do empresário de Maracaju Nelson Machado Ribeiro, de 44 anos, no dia 24 de janeiro, com sorologia positiva para doença. O resultado definitivo deste caso só saíra em meados de fevereiro. O boletim do Ministério não aponta nenhuma morte pela doença aqui na região.

Os três casos confirmados até agora são de turistas que estiveram em Bonito. O mais recente foi de um paranaense de 26 anos que passou as férias no município. As outras duas pacientes internadas com febre amarela depois de passarem por Bonito vivem no interior de São Paulo.

Em Goiás já são 15 casos confirmados e 10 mortes, outros cinco pacientes apresentaram sintomas da febre amarela, mas os casos dependem de confirmação por exame. Em Mato Grosso do Sul são três confirmados, um em investigação e dois descartados. No Distrito Federal dois pacientes tiveram a doença e um caso ainda é investigado.

A confirmação chega em um momento em que o movimento nos postos de saúde de Campo Grande e do interior começa a voltar ao normal. Após 42 casos confirmados de rejeição a vacina no país, mais que o dobro do total de infectados pela febre amarela, algumas regras passaram a ser adotadas para vacinação. Em Corumbá, por exemplo, desde o início da semana 60 senhas são distribuídas apenas ao dia no posto central do município.

Em Campo Grande, os funcionários dos postos de saúde estão pedindo a carteirinha de vacina para verificar a necessidade da dosagem. Só deve ser novamente imunizados, quem não tomou a vacina há mais de 10 anos.

Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...
ANS regulamenta novas regras de compartilhamento para planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou duas resoluções normativas na tentativa de dar mais segurança e estabilidade ao mercado de pla...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions