A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/02/2016 13:00

MS merece "medalhas de ouro" pelo combate ao Aedes aegypti, diz Dilma

Presidente elogiou Sala de Situação, central montada no Estado para concentrar dados sobre ações contra o inseto

Waldemar Gonçalves e Mariana Rodrigues
Presidente Dilma durante videoconferência, na manhã deste sábado (Foto: Fernando Antunes)Presidente Dilma durante videoconferência, na manhã deste sábado (Foto: Fernando Antunes)
Ministro do Esporte, George Hilton, e autoridades locais, na Sala de Situação, durante a conversa com a presidente (Foto: Fernando Antunes)Ministro do Esporte, George Hilton, e autoridades locais, na Sala de Situação, durante a conversa com a presidente (Foto: Fernando Antunes)

“Mato Grosso do Sul vai ganhar mais medalhas de ouro”, brincou a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), sobre o trabalho de combate ao Aedes aegypti no Estado. O elogio foi feito durante videoconferência, já no começo da tarde deste sábado (13), na chamada Sala de Situação, uma central montada pelo governo local para receber informações sobre o trabalho contra doenças transmitidas pelo inseto.

Dilma falou, desde o Rio de Janeiro, ao ministro do Esporte, George Hilton, à vice-governadora, Rose Modesto, ao prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), e outras autoridades locais. A Sala de Situação fica dentro do Parque dos Poderes, na Capital.

A presidente bateu palmas pela sala de monitoramento montada no Estado. A frase sobre as medalhas foi em alusão às Olimpíadas deste ano, no Rio de Janeiro.

A Sala de Situação é uma central para onde são enviadas informações coletadas por agentes de saúde de várias cidades. São usados tablets para a coleta de dados, que são usados para ampliar a capacidade de combater o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Antes de irem ao local, ministro, a vice-governadora e demais autoridades percorreram ruas do Aero Rancho. Lá, encontraram focos do mosquito em uma casa e lixo próximo a uma escola.

Durante a videoconferência, George Hilton, por sua vez, disse que em Mato Grosso do Sul “está fazendo o dever de casa” e a população está disposta a colaborar. Avaliou como positiva a visita ao Estado, dentro do Dia Nacional de Conscientização sobre o Combate ao Mosquito Aedes aegypti, ressaltando a solidariedade das pessoas, já que a campanha contou com apoio de grupos religiosos e do Rotary, por exemplo.

A videoconferência foi interrompida algumas vezes por problemas técnicos. Ainda assim, Dilma e o ministro brincaram sobre o clima da região.

Primeiro, ela perguntou se estava muito quente em Campo Grande. Hilton comentou que a cidade faz jus apelido de Morena, pois ele mesmo estava “moreno” após a agenda na Capital.

Segundo informações do governo, o ministro almoça e retorna a Brasília (DF). Os trabalhos da campanha nacional, com apoio das Forças Armadas, seguem até o fim da tarde.

Mais cedo, o secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares, pediu ao ministro que encaminhe à presidente pedido para reconhecer situação de emergência, em Mato Grosso do Sul, em decorrência das epidemias propagadas pelo Aedes aegypti. Isto porque a medida pode agilizar a compra de mais tablets para as ações de combate à dengue, ampliando o mapeamento da presença do inseto no Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions