A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

02/07/2011 13:31

MS recebe R$ 3 milhões para asfaltar rodovia entre Bonito e Bodoquena

Débora Diniz, de Brasília

Em outra decisão, Anac autoriza obras no aeroporto de Três Lagoas

Giroto participou de reunião na Anac. (Foto: Divulgação)Giroto participou de reunião na Anac. (Foto: Divulgação)

Duas decisões tomadas em Brasília na sexta-feira beneficiam diretamente a economia e o turismo de Mato Grosso do Sul. Em uma delas, o Ministério do Turismo liberou parte dos recursos necessários ao asfaltamento da MS-178. Na outra, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou o início das obras no aeroporto de Três Lagoas.

A ordem bancária emitida pelo Ministério do Turismo na noite de ontem foi de R$ 3 milhões e vai garantir o asfaltamento de parte dos 70 quilômetros da rodovia, no trecho entre Bonito e Bodoquena.

A liberação é resultado de reunião realizada há dez dias entre o titular da pasta, Pedro Novais, o governador André Puccinelli e o deputado Edson Giroto (PR-MS). Na ocasião, o Ministério do Turismo empenhou R$ 9,6 milhões para a obra. O empenho é o procedimento contábil que antecede a liberação do recurso.

"Após esta primeira etapa de liberação, continuamos o esforço para assegurarmos os demais R$ 6,6 milhões empenhados no mês passado", destacou Giroto.

Os R$ 3 milhões compõem uma das parcelas para asfaltamento de 40,5 quilômetros da rodovia MS-178. Ao todo, serão pavimentados 70 quilômetros, com custo estimado de R$ 70 milhões.

Anac - Também nesta sexta-feira, Giroto obteve da Anac a autorização para que o governo de Mato Grosso do Sul retome as obras do aeródromo de Três Lagoas. O ofício 26/2011, endereçado à Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes, foi redigido após conversa do deputado com o diretor de infraestrutura Aeroportuária, Rubens Carlos Vieira.

Com a decisão, o Governo do Estado pode retomar a obra de R$ 2,6 milhões no aeroporto Plínio Alarcon, possibilitando o pouso e decolagem de vôos comerciais regulares. Três empresas aéreas já manifestaram interesse em operar no município: Azul, Trip e Passaredo.

"Os vôos regulares serão importantes para atender o fluxo de aeronaves que deve crescer nos próximos anos com a instalação de empresas em Três Lagoas e região", afirmou o parlamentar. Alguns exemplos são a fábrica de fertilizantes da Petrobras, a fábrica de celulose e a empresa Fibria.

O início das obras de adequação de cerca de proteção, instalação de balizamento noturno da pista e pátio de manobras, alargamento de pista e implantação dos Serviços de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis (Sescinc) no aeroporto foi autorizado em 2009.

Entretanto, a obra ficou parada em virtude da falta de definição sobre qual órgão federal ficaria responsável por administrar os recursos da União. Inicialmente, o Governo Federal definiu que o papel caberia à Anac; depois, transferiu a responsabilidade para o Ministério da Defesa. Agora, o compromisso volta a ser da Agência.

O diretor da Anac, Rubens Vieira, afirma no documento que "faz-se necessário que a Secretaria de Obras Públicas e de Transportes do Estado do Mato Grosso do Sul realize uma nova licitação para contratar empresa que assegurará a continuidade e a consecução da obra já iniciada no aeródromo de Três Lagoas".



Será que agora sai o asfalto.
Lembro de que já foram feitas, varias vezes, anuncio do asfaltamento, inclusive, da liberação de dinheiro.
Tomara que desta vez a coisa funcione e o dinheiro nao suma no caminho...
 
antonio carlos barreira em 02/07/2011 02:17:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions