A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/07/2014 08:21

Mulher usou conta da mãe morta para aplicar golpe de R$ 2 milhões

Filipe Prado

A estelionatária Marilda Fátima Kailer de Oliveira, 59 anos, que foi presa segunda-feira (24) em uma fazenda de Rochedo, a 74 quilômetros de Campo Grande, aplicando um golpe de cerca de R$ 2 milhões, usava a conta da mãe, que já faleceu, para depositar o dinheiro.

De acordo com a delegada titular da Dedfaz (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações), Ariene Murad, Marilda e o companheiro de golpes, Teodoro Cassiano Cardoso, estão presos e respondem pelo crime de estelionato.

Marilda usava documentos falsos e uma procuração falsa, no nome do proprietário do imóvel, e fazia a venda da propriedade. Ela passava a conta de sua mãe para os “clientes” depositarem os dinheiro da compra.

A Defurv (Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos) começou investigando o caso, pois parte do pagamento do imóvel envolveu veículos, segundo a delegada.

A estelionatária também foi investigada por vários outros casos, mas “não houve indícios suficientes para acusa-la”, explicou Ariene. Ela ainda está sendo investigada pela venda da posse de um imóvel em Mato Grosso do Sul.

A prisão da mulher ocorreu em cumprimento de mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da Capital. Marilda foi encaminhada e está detida no presídio feminino de Campo Grande.

Mulher é suspeita de aplicar golpes de R$ 2 milhões na venda de fazendas
Uma mulher de 59 anos foi presa na segunda-feira (24) suspeita de praticar golpes que somam mais de R$ 2 milhões. Marilda Fátima Kailer de Oliveira f...
UFMS recebe inscrições para vários cursos no Vestibular 2018
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions