A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

14/09/2010 16:06

"Não vendi nenhuma fazenda superfaturada", afirma Bumlai

Redação

O empresário José Carlos Bumlai disse ter recebido com "estranheza" a decisão da Justiça que mandou suspender o pagamento pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) de valores referentes à venda ao Governo da fazenda São Gabriel, em Corumbá. O MPF (Ministério Público Federal), que conseguiu a decisão, alega que a propriedade, de 4,6 mil hectares, foi comprada por R$ 7,5 milhões a mais que o valor real.

Bumlai disse que ainda não foi informado oficialmente da decisão, que soube pela internet. Ele disse estar reunido com os advogados para se inteirar do assunto, mas de antemão afirmou não haver irregularidade. "Eu não vendi nenhuma fazenda superfaturada", afirmou mais de uma vez.

A fazenda está no nome de quatro filhos de Bumlai e, segundo ele, a negociação com o Incra levou 2 anos e foi sempre pública. "Houve audiência pública para discutir tudo, foi um processo absolutamente normal".

Para o empresário, houve várias oportunidades para que houvesse contestação dos valores, sem que isso tenha sido feito. Sobre a perícia realizada a pedido do MPF, ele considera discutível, pois foi feita quase 5 anos após a concretização do negócio, já com a fazenda desfigurada em relação à época em que foi vendida.

Bumlai afirmou que, "seguramente", vai recorrer da decisão da justiça, mas ainda não definiu o caminho que será adotado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions