A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/08/2008 18:05

Neide Mota e mais quatro devem ir a júri popular

Redação

O juiz titular da 2ª vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos, determinou que Neide Mota Machado e mais quatro pessoas irão a júri popular por autoria de aborto.

Além de Neide, o juiz julgou existirem indícios da participação, em 25 abortos, das enfermeiras Libertina de Jesus Centurion, Maria Nelma de Souza, Rosângela de Almeida, além da psicóloga e Simone Aparecida Cantaguessi de Souza.

O juiz julgou improcedente as denúncias contra Daniela Martins Athia  (psicóloga), Lucas Mota Lorenz (administrativo), Maria Lúcia Cornellas França e Elainde Maria de Souza (ambas Serviços Gerais), por falta de provas.

Na sentença, publicada hoje no site do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) além das acusadas, constam os nomes das mulheres que teriam feito o aborto. Para a presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB, Delasnieve Daspet, a publicação dos nomes é irregular, pois o processo corre em segredo de justiça.

A Comissão de Direitos Humanos da OAB aguarda reunião do Conselho Estadual da Ordem que analisará possível atuação da Ordem em pedido de trancamento da processo judicial, produzido em audiência pública no último dia 28 de julho.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions