A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/06/2009 09:39

Número de famílias chefiadas por adolescentes cresce 42%

Redação

Estudo da Unicef, que considera vários indicadores mostra melhora em alguns índices relacionados à infância e juventude e, por outro lado, piora em outros. Um deles é o aumento da responsabilidade dos menores de 18 anos no sustento do lar. Em Mato Grosso do Sul, o número de famílias sustentadas por crianças e adolescentes passou de 2.875 no ano de 2001 para 4.087 em 2007, aumento de 42%.

Significa que a cada mil lares, 5,2 têm como chefes pessoas que sequer atingiram a maioridade. O índice é bem superior à média nacional, de 3,9 lares chefiados por meninos e meninas, a cada mil famílias. Na região Centro-Oeste é o maior índice e só fica atrás do encontrado em estados do Norte e Nordeste.

Das 731 mil crianças e adolescentes com menos de 18 anos 43,7% viviam em condição de extrema pobreza, com renda per capita de até meio salário mínimo no ano de 2007. Há dois anos as crianças e adolescentes eram 31,3% da população sul-mato-grossense, quando em 1991 elas representavam 42,2%.

Educação

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions