A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/07/2010 07:43

Operação Jaguar: Ibama multa membros da quadrilha

Redação

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) multou oito dos dez presos em flagrante na Operação Jaguar. Eles foram multados pela instituição pela prática de caça ilegal de animais silvestres ameaçados de extinção.

As multas, que somam R$ 55 mil reais foram lavradas por Gilberto Alves da Costa, chefe do escritório regional do Ibama de Corumbá e Ademir Ribeiro, da fiscalização do Ibama que participaram diretamente das operações que resultaram na prisão da quadrilha que organizava safáris para estrangeiros, de caça e matança de onças no Pantanal de Mato Grosso do Sul, de Mato Grosso e sul da Amazônia.

Três presos, incluindo o chefe da quadrilha Eliseu Augusto Sicoli, responsáveis pela organização dos safáris foram multados em R$ 10 mil reais cada um e os 5 estrangeiros, quatro argentinos e um paraguaio foram multados em R$ 5 mil reais cada.

Segundo Gilberto Alves, as multas dizem respeito apenas aos presos pegos em flagrante , em fazenda no município de Sinop (MT). Outras multas e penalidades administrativas poderão ser impostas pelo Ibama à quadrilha, no desenrolar das investigações e de novas prisões que já estão com mandados expedidos, dentre elas a do "Tonho da Onça" que está foragido e é considerado um dos maiores caçadores de onças do país.

Gilberto explica que as multas foram aplicadas com base nos materiais encontrados com a quadrilha no ato do flagrante. E foram em dobro para os organizadores dos safáris por se tratar de matança de animais ameaçados de extinção como é o caso da onça pintada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions