A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Junho de 2018

29/11/2017 19:12

Órgãos de rapaz que morreu atropelado na Capital chegam a São Paulo

Nyelder Rodrigues
Lucas foi sepultado pela família também durante à tarde desta quarta-feira, no Jardim das Palmeiras (Foto: Reprodução/Facebook)Lucas foi sepultado pela família também durante à tarde desta quarta-feira, no Jardim das Palmeiras (Foto: Reprodução/Facebook)
Momento em que equipe desembarca em SP com órgãos doados pela família de Lucas (Foto: Reprodução/TV Band)Momento em que equipe desembarca em SP com órgãos doados pela família de Lucas (Foto: Reprodução/TV Band)

Chegaram na tarde desta quarta-feira (29) a São Paulo (SP) os órgãos de Lucas Henrique Souza Mateus, jovem de 21 anos que morreu em após ser atropelamento por um motorista embriagado, estudante de Medicina, em Campo Grande, no sábado (25).

Os órgãos destinados à doação foram o coração e o pulmão. Lucas chegou a ficar internado depois de ser atropelado, mas não resistiu aos ferimentos e teve morte cerebral confirmada na manhã de segunda-feira (27).

A família do rapaz autorizou a doação de órgãos, que foram retirados para tentar salvar dois pacientes na capital paulista. A chegada do coração e do pulmão à cidade foi acompanhada, inclusive, pelo programa Brasil Urgente, da Band.

Os órgãos foram levados por uma equipe da FAB (Força Aérea Brasileira) em um avião até o Aeroporto de Congonhas, e de lá levado pelo helicóptero Águia da PM (Polícia Militar) paulista para os hospitais.

Conforme informações do Brasil Urgente, o destino do pulmão foi o hospital Albert Einstein, no Morumbi - região sul de São Paulo -, enquanto o coração foi para o Instituto do Coração, do Hospital das Clínicas, no Centro paulistano.

A chegada dos órgãos de Lucas nos hospitais em que vão acontecer os transplantes coincide com o sepultamento do jovem, que aconteceu na tarde desta quarta-feira, no cemitério Jardim das Palmeiras, na avenida Tamandaré.

Atropelamento - Lucas foi atropelado por um carro Hyundai HB20 na madrugada de sábado, na avenida Ceará, Jardim dos Estados. O veículo era conduzido pelo estudante de Medicina, Rodrigo Santos Augusto, de 24 anos.

O motorista foi preso por embriaguez ao volante no momento do acidente, após fazer o teste do bafômetro, mas foi solto na noite do mesmo dia do acidente ao pagar fiança de 54 salários mínimos, o equivalente a R$ 50.598.

A vítima foi internada em estado grave na Santa Casa, com trauma na cabeça, lesão no tórax e fratura na perna direita. Dois dias depois, a morte encefálica constatada pela equipe médica da Santa Casa.

Lucas atravessava a via na faixa de segurança, quando foi atropelada por Rodrigo que, segundo testemunhas, dirigia em alta velocidade. O jovem foi arremessado a cerca de 10 metros.

O sinal estava verde para o HB20 e o motorista não negou socorro. Mesmo assim, o delegado que atendeu a ocorrência resolveu manter o motorista preso porque teste do bafômetro comprovou embriaguez.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions