A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

15/07/2010 10:52

Para a Polícia, sobram provas contra marido de arquiteta

Redação

Faltam exames para ser concluídos, um deles é o laudo do local do crime que terminou com a morte da arquiteta Eliane Aparecida Nogueira, 39 anos, que foi queimada dentro de seu carro Pólo, encontrado em chamas na madrugada de 02 de julho, na Rua Manoel da Nóbrega, no Bairro Vilas Boas, em Campo Grande.

No entanto, para o delegado responsável pelo inquérito, Wellington de Oliveira, "sobram provas" contra o empresário Luiz Afonso de Andrade, de 42 anos, que está preso desde a manhã do dia 02 de julho, acusado do crime.

Outro teste é o DNA colhido do material da unha do empresário e de Eliane.

Quando foi ao Núcleo de Perícias e viu que seria submetido ao exame, Luiz Afonso limpou as unhas com clipes e cortou. Um funcionário do IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) viu que o empresário tentava se desfazer de provas e, por este motivo, tanto os restos da unha quanto o clipes foram encaminhados à Perícia.

Confira a cronologia do crime traçada pela Polícia:

21h30

Número de acidentes e mortes em rodovias federais cai em 2017
A falta de atenção dos motoristas brasileiros foi a principal causa dos acidentes de trânsito ocorridos ao longo do ano passado, segundo a Polícia Ro...
Prazos processuais voltam a correr no Judiciário estadual na segunda-feira
Termina neste sábado (20) a suspensão dos prazos processuais no Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul. Por se tratar de um final de semana, os efeit...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions