A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019

10/07/2010 18:27

Para polícia, caso Bruno está "praticamente" solucionado

Redação

Com o goleiro Bruno e outras sete pessoas apontados como envolvidos no crime, a polícia de Minas Gerais considera o caso do desaparecimento de Eliza Samudio "praticamente" solucionado.

Eliza é dada como morta. Em entrevista ao Jornal Nacional (Globo), o chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Edson Moreira, disse que já existe a "materialidade comprovada" da morte.

Seis suspeitos de envolvimento no desaparecimento estão presos na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG), incluindo Bruno. Eles estão em celas de 6m², todos isolados, e não puderam receber visitas nem dos advogados.

Estão presos também Luiz Henrique Romão (Macarrão), Marcos Aparecido dos Santos (Neném, Bola ou Paulista), Wemerson Marques (Coxinha), Flávio Caetano e Elenilson Vitor da Silva

A mulher do goleiro, Dayanne de Souza, está presa na Complexo Penitenciário Estevão Pinto, exclusiva para mulheres, em Belo Horizonte. Outro suspeito, Sérgio Rosa Sales, está preso no Centro de Remanejamento de Presos São Cristóvão, na Lagoinha, em Belo Horizonte.

PF pede 90 dias para fechar inquérito sobre atentado contra Bolsonaro
A Polícia Federal (PF) pediu hoje (16) à Justiça Federal em Minas Gerais mais 90 dias para encerrar o inquérito que apura quem são os responsáveis pe...
Com 3 sorteios na semana, Mega-Sena pode pagar até R$ 27 milhões, amanhã
A Mega-Sena pode pagar até R$ 27 milhões nesta quinta-feira (17) para quem acertar as seis dezenas do prêmio. Nesta semana, excepcionalmente, como pa...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions