A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/02/2008 11:00

Parque do Produtor vendido por 14 milhões

Redação

A empreita Hannah, Engenharia e Construtora arrematou nesta quarta-feira o prédio do Parque do Produtor, na avernida Ernesto Geisel, em Campo Grande, obra do governo do Estado parada desde a década de 90. A empresa foi a única a oferecer lance no pregão feito pelo governo do Estado e se comprometeu a pagar pela edificação R$ 41 a mais do que o valor mínimo definido pelo governo, de R$ 14.085.059, 21. A empresa vai pagar parceladamente, em nove vezes, as duas primeiras de cerca de R$2 milhões e as restantes de R$1,3 milhão.

Pelo que o Campo Grande News apurou, a empresa está interessada em transformar o prédio abandonado em um empreendimento voltado ao comércio. A Hannah é a mesma empresa que constrói e aluga prédios para a rede de supermercados Comper.

Quando divulgou que venderia o prédio, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, já havia comentado que havia dois interessados no Parque do Produtor, ambos do ramo supermercadista. Na época, foi divulgado também que um dos interesses do governo era que a Cassems (Caixa de Existência dos Servidores de MS), ficasse com o prédio para que fosse feito um encontro de contas entre o governo e o plano de saúde, que tem créditos a receber do Estado. A Cassems acabou não participando da concorrência.

As propostas foram abertas esta manhã e agora o resultado precisa ser homologado para ser iniciada o processo que vai passar o imóvel para as mãos dos novos proprietários. A família dona da construtora, Abdul Ahad, é também proprietária de um imóvel vizinho da área do Parque do Produtor.

Elogio - A transação é de grande porte para o mercado imobiliário local e foi elogiada pelo presidente do Secovi (Sindicato da Habitação), Marcos Augusto Netto. De acordo com ele, a venda do imóvel para a iniciativa privada é uma

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions