A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/09/2010 14:54

Passaia dá entrevista e reafirma denúncia contra Zeca

Redação

Pivô do escândalo que revelou esquema de corrupção em Dourados, o jornalista Eleandro Passaia, ex-secretário municipal de Governo, deu entrevistas neste sábado às rádios Grande FM e 94 FM.

Passaia afirmou que há gravações da Operação Uragano (furacão em italiano) com a família Uemura sobre a negociação de duas secretarias com Zeca do PT, candidato ao governo. "Teriam direito de indicar nome para duas secretarias: Segurança e Comunicação", afirmou.

O grupo Uemura foi alvo da operação Owari, realizada em 2009 pela Polícia Federal, que investigou fraudes em licitação.

Passaia enfatiza que em nenhuma gravação há diálogo direto entre ele e Zeca do PT e nem com o governador André Puccinelli (PMDB), candidato à reeleição. "São pessoas que gravei e falam de cenas envolvendo os dois".

Passaia também comentou os diálogos em que o prefeito afastado Ari Artuzi (ex-PDT) conversa sobre "plantar" drogas para incriminar uma líder comunitária, identificada como Preta, e a possibilidade de contratar uma pessoa para matar integrantes da família Uemura. "Apesar de denúncias contra a família Uemura, não tem o direito de tirar a vida de ninguém", declarou.

Após fazer as denúncias, Passaia lançou o livro "A Máfia do Paletó" e se afastou da prefeitura. Nesta semana, ele pediu demissão. "Falaram que estava nos Estados Unidos, mas estou próximo a Dourados. Sou doido, mas não sou burro. Não vou ficar andando na rua".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions