A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/06/2009 11:33

Pintor pode ter sido morto por arremessar pedra em casa

Redação

Há pouco, por volta das 11h, foi registrado o boletim de ocorrência do homicídio que vitimou o pintor Sebastião Camargo, 45 anos, hoje, na rua Flamboyant, bairro São Conrado. De acordo com um dos filhos da vítima, o pai foi morto por um homem conhecido como Gilson, dono de uma casa em que Sebastião teria jogado pedra ontem.

O filho de Sebastião conta que nesse sábado, às 17h30, o pai arremessou uma pedra em direção a um cachorro na rua, mas não o acertou. No entanto, a pedra acabou atingindo o muro da residência de Gilson, conforme explica o rapaz filho da vítima.

Conforme descrito no boletim de ocorrência, ocorreu um desentendimento entre Gilson e Sebastião. Hoje, ao escutar os dois tiros próximos à residência, o filho de Sebastião saiu para verificar e encontrou o pai morto e próximo a ele, Gilson.

O autor dos disparos, de acordo com o filho da vítima, estava em uma motocicleta Titan 150, de cor preta. Segundo declarações da testemunha, Gilson colocava uma arma na cintura.

Gilson também teria dito ao filho de Sebastião que "isso é para vocês aprenderem".

Transtornado, o filho de Sebastião chamou um irmão para juntos depredarem a residência do autor, danificando as vidraças das janelas e das portas da casa. Eles usaram tijolos, telhas e pedaços de madeira.

Segundo o boletim de ocorrência, Sebastião saiu de casa hoje de manhã para comprar pães. Ele foi morto com um tiro no rosto e outro no peito.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions