A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/06/2009 08:35

Plano de fuga interligava presos de 5 celas na Máxima

Redação

Seis detentos que tentaram fugir na madrugada de hoje do Presídio de Segurança Máxima estavam abrigados em celas diferentes. A fuga ocorreu às 1h30 da cela 113 do pavilhão I, onde presos das celas 135, 131,126 e 123 se reuniram para tentar sair da unidade pulando o alambrado.

No boletim de ocorrência registrado nesta manhã na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) aponta que há suspeita que as celas foram interligadas. Uma inspeção que será realizada agora pela manhã deve confirmar a suspeita. Haverá ainda a contagem de presos. O trabalho será realizado com o auxilio da Polícia Militar.

Ainda conforme o registro policial, no início da madrugada os presos começaram a bater na grade do pavilhão I para chamar atenção dos agentes. Policiais militares que estavam na guarita da unidade avistaram o grupo tentando pular o alambrado e efetuou os disparos atingido os quatro presos, Wellington da Silva Guimarães, de 24 anos, que levou um tiro na perna e Josiel Mercado Gonçalves, de 22, atingido na boca.

Os dois foram levados para a Santa Casa e ainda permanecem internados. Marcelo Batista de Oliveira Vilalba, de 34, e Rogério de Oliveira Figueira, de 32, também foram encaminhados ao hospital, receberam atendimento e já estão na unidade.

A tentativa já era aguardada, já que o serviço de inteligência da PM havia alertado sobre a possibilidade de fuga. Essa foi a segunda tentativa em quatro dias. Na madrugada de sexta-feira, um policial militar que estava na guarita do IPCG (Instituto Penal de Campo Grande) avistou dois homens sobre o telhado da Máxima.

Na mesma noite, houve uma breve interrupção na energia e em seguida tumulto.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions