A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

13/10/2010 07:55

PMA autua 4 pessoas só na BR-262 por pesca predatória

Redação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) flagrou, de ontem para hoje, quatro pescadores transportando peixes fora das regras na BR-262, que cruza o estado de leste a oeste.

Três autuações foram feitas na rodovia, em Campo Grande, envolvendo pescadores vindos de Aquidauana. Segundo divulgou a PMA, Leandro da Silva Rodrigos, foi abordado ontem às 18h40 em um veículo Peugeot, placas HRM-6303, e no porta-malas foram encontrados pescados que ele havia capturado no rio Aquidauana em tamanho inferior ao permitido. Com ele foram apreendidos 17 kg de pescado e o veículo. Ele foi autuado e multado em R$ 1.040,00.

Na mesma rodovia, Rodolfo Fernandes Rocha foi abordado ontem às 18h em um veículo S-10, placas CMG-0663. Com ele, foram apreendidos 42 kg, incluindo espécimes acima da cota. Rodolfo foi autuado e multado em R$ 1.040,00. O pescado e o veículo foram apreendidos.

O terceiro, José Augusto da Costa, residente em Campo Grande, foi autuado com uma multa no mesmo valor, após ser flagrado, por volta das 18h40, em um veículo Ford F-1000, placas CFC-5850, que levava na carroceria pescado que ele havia capturado no rio Aquidauana em tamanho inferior ao permitido. Com ele foram apreendidos 4 kg de pescado e o veículo.

Os três foram conduzidos à delegacia Polícia Civil, em Campo Grande, onde eles foram autuados em flagrante pelo crime ambiental de pesca predatória. Se condenados, poderão pegar pena de 01 a 3 anos de detenção.

Do outro lado Também na BR-262, só que em Três Lagoas, um pescador paulista foi detido ontem por volta das 16h, com 28kg de peixes de diversas espécies. Advilson Rodrigo de Paiva, reisdente em Paraguaçu Paulista (SP), foi multado em R$ 2,6 mil. Também responderá pelo por crime ambiental.

Se condenados, todos os envolvidos poderão pegar pena de 01 a 3 anos de detenção.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions