A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/06/2008 12:50

PMA fecha cinco carvoarias e multa dez em 3 cidades

Redação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) fechou cinco carvoarias e multou dez pessoas em Campo Grande, Terenos e Ribas do Rio Pardo em operação iniciada no dia 29 de maio e concluída na manhã desta segunda-feira. Os policiais também apreenderam motosseras e madeira durante a operação.

As cinco carvoarias foram fechadas em Ribas do Rio Pardo. Na cidade foram autuados Carlos Alberto de Medeiros Rezende, Ivo Carneiro Barbosa, Valdenir Bento de Oliveira Pinto Rodrigues e Geovani Rodrigues dias. Há um ano, eles administravam carvoarias na Chácara Sete Placas sem autorização ambiental. Juntas, as multas dos quatro somam R$ 20 mil.

Ainda em Ribas do Rio Pardo, a PMA autuou Leonilde Pereira, que operava uma carvoaria próxima ao aterro sanitário da cidade. Ele foi multada em R$ 2,1 mil.

Em Terenos foram multados os assentados Wisley Antônio Felipe, Sidnei Antônio Felipe e Márcio Leandro de Araújo. Eles moram no assentamento Santa Mônica I e foram autuados por corte de aroeira sem autorização ambiental. Cada um foi multado em R$ 1 mil e, com o grupo os policiais apreenderam uma motossera e lascas de aroeira.

A PMA autuou no Jardim Azaléia, em Campo Grande, Alfredo Antônio Ferreira Filho. Foi apurado que ele tinha um depósito de lenha que funcionava sem autorização ambiental. A multa chegou a R$ 10 mil. No mesmo bairro, Aparecido Cardoso Amorim foi multado por usar uma motossera sem licença ambiental.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions