ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

PMA inicia hoje ‘Operação República’ para coibir pesca predatória

Por Kleber Clajus | 15/11/2013 08:42

A PMA (Polícia Militar Ambiental) inicia hoje, a partir das 12h, a “Operação República” com o objetivo de coibir a pesca predatória e o tráfico de animais silvestres durante o feriado prolongado da Proclamação da República. Ao todo 300 homens foram designados para ação que deve ser encerrada às 8h, de segunda-feira (18).

Por conta do período de piracema, iniciado no dia 5 de outubro, a PMA irá reforçar fiscalização em oito bases fixas e com o auxílio de barcos. Além da pesca predatória, o objetivo da operação também é coibir o tráfico de papagaios, que tem ciclo reprodutivo até o fim de dezembro.

Apenas a pesca de subsistência está permitida no período de piracema, que encerra no dia 28 de fevereiro de 2014, na bacia do rio Paraguai e nos rios do Estado. Nesta modalidade, se pode capturar até 3 kg de pescado, respeitadas as medidas e vedada à comercialização.

Já nos lagos da usina do Rio Paraná pode haver pesca embarcada ou desembarcada. A cota de captura é de 10 kg mais um exemplar de peixes exóticos e não nativos da bacia, como por exemplo, tucunaré, curvina, tilápia, bagre africano, porquinho, black bass, peixe-rei, carpa, piranha-preta, zoiúdo.

A PMA ressalta que as multas por crime ambiental podem chegar a R$ 50 milhões e as penas criminais até cinco anos de reclusão.

Nos siga no Google Notícias