A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Novembro de 2018

03/07/2009 15:46

Polícia acredita que avião roubado não esteja no Brasil

Redação

A Polícia Civil acredita que o Cessna PT-KQY182 Skylane, roubado hoje do aeroporto Plínio Alarcon de Três Lagoas, já não esteja no Brasil. A informação é do delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Ailton Pereira de Freitas.

Segundo o delegado, a aeronave tinha combustível para voar por cinco horas, tempo suficiente para deixar o País pela fronteira entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai ou a Bolívia. Freitas revela que não existem suspeitos do assalto.

Seis homens armados com pistolas e uma calibre 12 invadiram o aeroporto, renderam e amarraram o vigia Valdivino Xavier, 54 anos. Ele é a única testemunha do caso até o momento.

Segundo o vigia, a chave reserva de ignição do avião não foi encontrado no quadro de chaves que ficava dentro de uma sala, mas não há sinais de arrombamento da porta do local. A aeronave pertence pecuarista Jairo Queiroz Jorge, que a comprou há dois anos

Entre policiais da DIG e do 1º DP (Distrito Policial) de Três Lagoas, dez agentes trabalham na investigação. O delegado irá acionar a Aeronáutica para averiguar se o avião foi detectado por radar.

A Lei do Abate entrou em vigor em outubro de 2004 e autoriza a derrubada de aeronaves consideradas suspeitas que entram no território brasileiro, como aviões que não têm plano de vôo aprovado e que são procedentes de regiões reconhecidamente fontes de produção e distribuição de drogas ilícitas, como os vizinhos Paraguai, Bolívia, Peru e Colômbia.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions