A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

23/12/2015 06:38

Policiais rodoviários federais rejeitam proposta salarial e anunciam greve

Caroline Maldonado
Proposta do Governo não repõe perdas inflacionárias do período de reajuste salarial (Foto: Arquivo)Proposta do Governo não repõe perdas inflacionárias do período de reajuste salarial (Foto: Arquivo)

Nesta segunda-feira (21), o MPOG (Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão) apresentou aos policiais rodoviários federais a mesma proposta feita no início da campanha salarial dos servidores. Os 27,9% de aumento parcelado em quatro anos não foram aceitos e a FenaPRF (Nacional dos Policiais Rodoviários Federais) anunciou greve.

Hoje (23) a tarde, os policiais farão protesto no Posto 21. A decisão foi tomada ontem (22) durante assembleia realizada pelo SinPRF-MS (Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Mato Grosso do Sul).

A mesma proposta feita pela Secretaria de Relações do Trabalho do MPOG às demais carreiras típicas de Estado prevê que o aumento de 27,9% seja feito com 5,5% em agosto de 2016, 6,99% em janeiro de 2017, 6,65% em janeiro de 2018 e 6,31% em janeiro de 2019, o que não reporia nem as perdas inflacionárias do período.

Para o sindicato da categoria, a tão aguardada resposta às demandas da reestruturação da carreira da
PRF foi protelada novamente. Segundo o presidente do SinPRF-MS, Lúcio Nogueira, o resultado da assembleia já foi comunicado à Federação, que realizará logo no início de janeiro uma reunião com o Conselho dos Representantes para decidir as ações a serem realizadas nos estados durante a greve.

Reivindicações – Também estão em negociação a reestruturação de carreira, infraestrutura dos postos conforme normas regulamentadoras, regulamentação de escalas de serviço para que não haja mais policiais sozinhos em plantões, não fechamento de postos de fiscalização, adicional noturno, retorno do adicional de periculosidade e insalubridade, indenização de fronteira, fim da contribuição dos inativos, reajuste do auxílio creche e aumento do efetivo por meio de novos concursos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions