A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

10/06/2010 10:10

Portaria declara indígena terra onde morreu Veron

Redação

Portaria do Ministério da Justiça publicada no Diário Oficial da União na última segunda-feira reconhece como indígena a área Taquara, em Juti, onde no ano de 2003 o cacique guarani kaiowá Marco Veron, à época com 72 anos, foi morto durante ataque motivado pela disputa de terra com fazendeiros. O caso ganhou repercussão internacional.

A área tem 9.700 hectares. Hoje os indígenas ocupam apenas 100 hectares. As contestações à identificação da área indígena foram consideradas improcedentes. Os estudos de identificação e delimitação começaram em 1999.

De acordo com levantamento da Funasa (Fundação Nacional da Saúde), em 2009 viviam 271 indígenas na aldeia Taquara. Grande parte da população indígena que habitava originalmente a região foi removida pelo Serviço de Proteção ao Índio na década de 1950 e dispersa por várias localidades.

A partir da portaria serão colocados os marcos para delimitar a área para demarcação e posterior homologação pelo presidente da República.

Caso Veron

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions