A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/09/2009 09:19

Preso desde 2002, homem morre na Máxima da Capital

Redação

Preso desde 2002, Sidvoney Cabral da Silva, 30 anos, morreu na madrugada desta terça-feira no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado como Morte a Esclarecer, Sidvoney teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e morreu.

Sidvoney estava preso desde fevereiro de 2002. Ele conseguiu progressão de pena e foi para a Colônia Penal Agrícola, em abril de 2008.

Poucos dias depois de ter ido para a unidade penal de regime semi-aberto, fugiu e foi preso novamente após ter sido resgatado pelo Corpo de Bombeiros em um córrego.

Sidvoney fugiu novamente e ainda no mesmo mês voltou à prisão, após ter assaltado uma conveniência no bairro Santo Antônio. As vítimas reagiram ao roubo e conseguiram dete-lo. No entanto, uma delas foi atingida por um tiro de raspão.Sidvoney também se apresentava com nome falso.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions