ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Preso morto obteve regime aberto após denunciar ameaça

Por Redação | 18/08/2009 10:52

Assassinado com oito tiros na manhã desta terça-feira, em Campo Grande, o preso July Maicon Farias dos Santos, de 21 anos, havia retornado ontem para a Casa do Albergado, onde cumpriria pena por roubo em regime aberto.

O regime foi restabelecido no último dia 12 de agosto, após ele denunciar, durante uma audiência de justificação, que estava sendo ameaçado por um preso que cumpre pena no Presídio de Segurança Máxima.

A audiência foi realizada porque July dos Santos estava foragido da Casa do Albergado desde o dia 13 de fevereiro. Com a "quebra" de regime, ele poderia voltar para a Máxima, contudo, July justificou que temia ser morto em razão de "brigas passadas".

Na ocasião, ele também relatou que "estava trabalhando para poder pagar um advogado e se reapresentar".

O juiz Albino Coimbra Neto, da 2ª Vara de Execução Penal, considerou plausível a justificativa do preso.

"Verificando ainda que Robson Jorge de Lira que o teria ameaçado responde a diversos processos criminais por homicídio, de onde revela personalidade voltada à violência, não havendo notícia nos autos de outra falta disciplinar do sentenciado restabeleço o regime aberto".

July Farias dos Santos foi assassinado na rua 14 de Julho, próximo à Feira Central. Ele estava em um ponto de ônibus, quando dois homens, em uma motocicleta preta, efetuaram os disparos.

July tentou fugir entrando em um bar, mas caiu morto próximo a uma mesa de sinuca. Amedrontados, os donos do estabelecimento comercial não falaram com a imprensa. Conforme testemunhas, July estava pedindo dinheiro para pegar um ônibus até o bairro Nova Lima.