A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/03/2008 08:15

Preso por tráfico é suspeito de mandar queimar viatura

Redação

O detento Eduardo Benedito do Amaral, de 49 anos, que cumpria pena na Colônia Penal Agrícola e que foi preso ontem por intermediar tráfico de drogas em Mato Grosso do Sul e até para fora do Estado é o principal suspeito de ter ordenado que fosse ateado fogo em uma viatura do Serviço Reservado da Polícia Militar, na noite do dia 5 de fevereiro.

Segundo informações extra-oficiais, ele seria uma das principais lideranças do presídio e há suspeitas de que na ação Eduardo tenha ficado com o rádio e colete que estavam na viatura.  No dia 12 de março, quando integrantes da CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) do Sistema Penitenciário estiveram em Campo Grande para verificar as condições da Colônia Penal, também foi Eduardo um dos presos que se prontificaram a falar com os parlamentares, denunciando más condições do local.

A viatura da PM foi queimada na noite de 5 de fevereiro quando dois policiais do serviço reservado foram à Colônia Penal, durante diligências e acabaram expulsos a pedradas. No dia seguinte a placa do veículo amanheceu pendurada na entrada do presídio, como um aviso.

Eduardo cumpria pena no semi-aberto por receptação e homicídio e com o flagrante de ontem deve voltar ao regime fechado. Conforme informou a Polícia Civil em boletim de ocorrência, ficou

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions