A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/09/2008 15:05

Produtores usam desfile para protestar contra demarcação

Redação

Em Dourados, a 221 quilômetros de Campo Grande, ruralistas aproveitaram  o desfile cívico de 7 de setembro para protestar contra demarcações de terras, na avenida Marcelino Pires. O grupo, formado por centenas de manifestantes encerrou o desfile, logo após o Grito dos Excluídos. A ação não estava prevista na programação.

Ontem também foi realizado um protesto na avenida contra as portarias da Funai que determinam estudos antropológicos nos municípios de Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Douradina, Dourados, Fátima do Sul, Iguatemi, Japorã, Jardim, Juti, Laguna Carapã, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Sete Quedas, Tacuru e Vicentina.

Os 26 municípios respondem por 60,94% da soja, 70,12% do milho safrinha, 53,76% do arroz, 50,94%, feijão, 40,32% da cana-de-açúcar, 38,15% da mandioca e 26,82% do milho de segunda safra cultivados em todo Mato Grosso do Sul.

As demarcações em Mato Grosso do Sul, estão suspensas até a vinda do presidente da Funai, Márcio Meira, que no dia 15 deste mês terá reunião com o governador André Puccinelli (PMDB). (Com informações do Dourados Agora).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions