A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

22/04/2009 13:40

Promotora pede investigação do furto de seu carro

Redação

A promotora de Justiça Regina Broch pediu à Polícia Civil que investigue o sobrinho Marcelo Broch, 18 anos, pelo furto de seu carro, o Honda Civic envolvido no acidente que deixou gravemente ferida Rayssa de Oliveira Favaro, 19 anos, filha do superintendente da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Valter Favaro, ontem de madrugada. O advogado da promotora, Mansour Elias Karmouche, já formalizou o procedimento chamado notícia crime, que é o pedido de instauração de inquérito contra o jovem.

"Não estou na posição de promotora, estou na posição de vítima", diz Regina. Ela conta que depois de buscar o filho Gabriel, 16 anos, e o sobrinho Marcelo do clube Estoril levou os rapazes para casa.

Enquanto Regina dormia, Marcelo pegou o Honda Civic da promotora e saiu com o primo Gabriel. No cruzamento da Avenida Mato Grosso e Rua Bahia o carro ocupado pelos jovens colidiu com o Fiat Uno dirigido por Rayssa.

De acordo com o advogado, somente às 7 horas de ontem a promotora foi comunicada acerca do acidente, no qual o filho dela também havia se ferido.

Em depoimento à Polícia Civil, Marcelo afirmou que a idéia de pegar o carro escondido partiu de Gabriel. "Lógico que é mentira", garantiu o advogado.

Segundo Karmouche, Marcelo pegou a chave para sair e disse que levaria Gabriel para ver umas meninas. O advogado revelou ainda que os dois rapazes ingeriram bebidas alcoólicas enquanto estavam no clube Estoril, informação que contradiz o depoimento de Marcelo, o qual alegou não ter consumido bebida alcoólica.

Para o advogado e a promotora, a investigação poderá esclarecer detalhes do caso. "Tem que trazer a verdade à tona", enfatiza Karmouche. "A verdade vai aparecer", destaca Regina.

Lesão corporal

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions