A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/10/2013 15:06

Quadrilha teve ajuda de ex-funcionário e esperava roubar R$ 700 mil

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Quadrilha esperava encontrar R$ 700 mil, mas só encontrou R$ 12 mil (Foto: Cleber Gellio)Quadrilha esperava encontrar R$ 700 mil, mas só encontrou R$ 12 mil (Foto: Cleber Gellio)

A quadrilha, que roubou a transportadora Rodomaior ontem de madrugada, contou com a ajuda de um ex-funcionário e esperava encontrar de R$ 600 mil a R$ 700 mil no cofre. Os quatro presos são jovens e só um tem antecedentes criminais, segundo o delegado Fábio Peró, titular da DERF (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

Foram presos acusados pelo crime Uelton Costa da Silva, 22 anos, Leandro de Souza Quadros, 19, Welyson Andreu, 18, e Marcos Gabriel Cardoso Pereira, 24. Eles contaram com a ajuda de um motorista, que foi demitido há 40 dias e mudou-se para o estado de São Paulo. A Polícia já pediu a decretação da prisão do quinto envolvido no roubo.

Conforme Peró, o ex-funcionário informou a localização do cofre e estimou que o grupo ganharia de R$ 600 mil a R$ 700 mil com o assalto. Ele também deu a camiseta da empresa, que serviu para Welyson se passar por funcionário da transportadora e ter acesso ao local.

No entanto, a quadrilha só encontrou em torno de R$ 12 mil, conforme estimativa das vítimas. Eles usaram o dinheiro para pagar contas. Welyson usou R$ 1,4 mil para quitar a pintura de uma motocicleta. Uelton afirmou que está pensando em pedir o dinheiro de volta, já que pagou R$ 1 mil pelo conserto da moto, mas o veículo não foi arrumado.

A investigação – De acordo com a Polícia, Leandro, Marcos e Welyson foram de Chevette e tiveram acesso ao interior da empresa. Eles renderam o vigilante e o motorista. Eles foram amarrados. O grupo localizou o cofre e o transportou até o veículo.

Após sair da empresa, eles pegaram o cofre e transferiram para o Gol, que era conduzido por Uelton. Para despistar a polícia, eles atearam fogo no Chevette. No entanto, graças ao sentido do veículo abandonado, a Polícia suspeitou da localização do grupo e, para chegar ao primeiro suspeito, foi fácil por causa da característica do Chevette, que era branco e tinha o capô e o teto pintados de preto.

O primeiro a ser localizado foi Welyson Andreu, no Bairro Coophavila 2, na saída para Sidrolândia. Ele foi encontrado às 16h30. Por volta da meia-noite, os policiais prenderam o restante do grupo e recuperaram R$ 4,8 mil em dinheiro.
Todos vão ser indiciados por roubo. Uelton vai responder ainda por porte ilegal de arma de fogo, enquanto Welyson por porte de municação.

Disfarçados de funcionários, ladrões roubam carro e cofre de transportadora
Uma dupla armada, vestida com o uniforme da empresa Rodomaior e alvo da ação, rendeu dois funcionários e invadiu a transportadora por volta das 5h de...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...


Fico é feliz que estejam na cadeia. Sei que o Gilberto e a Sandra trabalham demais pra perder pra malandro.
 
Ana Claudia em 09/10/2013 22:24:38
Como cidadão me sinto na obrigação de mais uma vez manifestar a minha gratidão e reconhecimento ao excelente trabalho da Polícia Civil / MS. Faço minha as palavras do José Carlos: "É uma pena mesmo, pessoas jovens fazendo isso, tudo por causa do dinheiro, esses jovens sequer pensaram na vergonha que seus familiares estão passando agora, acharam que ia fazer isso e ficar impunes. Parabéns a policia por mais esse excelente trabalho". Que isso sirva de exemplo para todas as pessoas, especialmente ao nossos jovens, O CRIME NÃO COMPENSA.
 
Lenirdo Pedroso de Almeida em 09/10/2013 22:16:34
Uns caboclo bom para trabalhar, vai ficar fazendo esse tipo de coisa. Agora são mais quadro para os trabalhadores ficarem sustentando atrás das grades. A meu Deus, até quando será necessário dizer para eles que o crime não compensa. Como diria dizia CHICO XAVIER - faz todo o bem que puderes, por que dia igual ao de hoje só terás uma vez. Muito ainda passarão por isso até aprenderem a verdadeira lição de vida. É uma pena mesmo, pessoas jovens fazendo isso, tudo por causa do dinheiro, esses jovens sequer pensaram na vergonha que seus familiares estão passando agora, acharam que ia fazer isso e ficar impunes. Parabéns a policia por mais esse excelente trabalho.
 
jose carlos em 09/10/2013 15:57:58
Menos de 24 hs o dr Peró e sua equipe ja resolver a bronca. Isso se chama profissionalismo, eficiencia e persistencia. Não mereçe uma promoção? Porque tem uns delegado por ai q eu vou te contar,viu? Parabens dr, vc é f...!
 
samuel gomes-sidrolandia em 09/10/2013 15:57:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions