A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/05/2014 11:00

Reajuste do Bolsa Família terá impacto de R$ 102,1 milhões em MS

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Jéssica faz planos com o dinheiro extra que terá com o reajuste do Bolsa Família (Foto: Marcos Ermínio)Jéssica faz planos com o dinheiro extra que terá com o reajuste do Bolsa Família (Foto: Marcos Ermínio)

Os beneficiários do Programa Bolsa Família, do Governo Federal, comemoram o reajuste de 10% no benefício a partir do dia 1º de junho deste ano. Com o pagamento do benefício pago a 148.845 famílias, o reajuste terá impacto positivo de R$ 102,1 milhões por ano na economia de Mato Grosso do Sul.

Por mês, segundo o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Governo paga R$ 85,177 milhões para as famílias pobres. O reajuste foi anunciado no dia 30 de abril deste no pela presidente da República, Dilma Rousseff (PT), em cadeia nacional de rádio e TV.

Por mês, o impacto será de R$ 8,5 milhões. O valor do benefício passará de R$ 70 para R$ 77. Das 36 milhões de famílias contempladas no País, 14 milhões recebem R$ 150, que passará para R$ 167 a partir de junho. O valor médio pago por família passa de R$ 216 para R$ 242.

Mãe de cinco filhos, a dona de casa Leinir Gonçalves Fretes de Souza, 35 anos, já faz projetos com o aumento, apesar do valor, teoricamente, ser insignificante. “Será bom, vou poder comprar mais roupas e materiais escolares para os meus filhos”, comentou a dona de casa, que não sabe dizer o valor que recebe por mês da União.

Mãe de quatro filhos de a 7 a 15 anos e única responsável pelo sustento da casa, a doméstica Talita Pereira Balbueno, 33, pretende utilizar o acréscimo de R$ 20 no benefício para pagar a conta de energia. “Vai ser muito melhor. R$ 20 é só lucro”, comentou.

 

Feliz com aumento, Leinir vai usar dinheiro para pagar conta de luz (Foto: Marcos Ermínio)Feliz com aumento, Leinir vai usar dinheiro para pagar conta de luz (Foto: Marcos Ermínio)

Ela contou que recebe R$ 202 do Bolsa Família e mais R$ 137 do Vale Renda. Os benefícios são importantes porque nem sempre consegue diária, que ela cobra R$ 50. A renda da família de cinco pessoas chega a R$ 500 mês, contou.

A jardineira Jéssica de Souza Corrêa, 33, trabalha como autônoma junto com o marido. O casal sobrevive do corte de árvores e jardinagem. Eles recebem o bolsa e o vale do Governo estadual, que somam R$ 337 por mês.

No entanto, nem sempre a família consegue viver com a renda dos bicos feitos pelo casal. "É uma maravilha. Como não temos muito trabalho em época de chuva, esse dinheiro ficará guardado. Como um caixa 2. Irá ajudar no pagamento da luz, da água, poderei comprar alguns materiais escolares para as crianças", contou Jéssica.

Ela guarda o dinheiro do benefício para completar o mês, já que os trabalhos sempre são realizados entre os dias 1º e 15 de cada mês, quando as pessoas têm dinheiro.

Ministra defende reajuste do Bolsa Família e diz que terá impacto de R$ 1,7 bi
O reajuste de 10% no valor dos benefícios do Bolsa Família terá impacto fiscal de R$ 1,7 bilhão em 2014 e R$ 2,7 bilhões em 2015. O aumento, anunciad...
Prefeitura começa amanhã cadastro de R$ 2,8 mil famílias do Bolsa Família
A Secretaria de Políticas e Ações Sociais inicia neste sábado o processo de atualização para cadastrar 2.800 famílias beneficiárias do programa Bolsa...


Nossa que reajuste alto heim.... de 70,00 pra 77,00 nossa.. com esse aumento vou comprar um carro zero agora rrss fala serio..... enquanto uma pobre mulher recebe 70,00 por mes pra manter um filho, os politicos usam esses 70,00 pra dar pro cara que cuida do carro dele na rua.70,00 reais hoje não paga nem a metade de uma consulta se precisar levar o filho em um pediatra isso digo em caso de urgencia.. porque se for depender da saude publica tadinho da crianças...
 
debora lemes em 03/05/2014 14:57:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions