A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

26/05/2009 08:40

Reforço de 15% no novo efetivo da PM depende da Justiça

Redação

O novo efetivo da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, incorporado dia 15, pode receber reforço de 15%. Isso porque 122 alunos fizeram o curso de formação guarnecidos por mandados de segurança e vai depender da decisão final da Justiça se eles passam ou não a integrar o efetivo da PM.

Enquanto isso não ocorre, conforme portaria publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, foi determinado o recolhimento de fardas e outros equipamentos.

São vários os motivos que levaram candidatos a recorrerem à Justiça para assegurar matrícula no curso de formação da Polícia Militar, até que o mérito da ação seja julgado.

Há os que questionam o critério de altura, de idade e também candidatos inscritos em dívida ativa por não pagamento de tributos. Além dos que aguardam decisão judicial, há seis que permanecerão na condição de alunos bolsistas por não terem concluído o curso.

Oficialmente, ontem os policiais começaram a atuar integrados ao efetivo. São 808 em todo Mato Grosso do Sul, sendo que 348 atenderão nos batalhões de Campo Grande e os outros nas cidades do interior do Estado.

No interior, os novos policiais militares foram distribuídos da seguinte maneira: 123 para Aquidauana; 53 para Dourados (que cedeu 23 a Maracaju); 57 para Fátima do Sul; 57 para Jardim; 60 para Nova Andradina; 63 para Paranaíba; 72 para Ponta Porã; 29 para Amambaí; 57 para Três Lagoas e 76 para Coxim

O concurso da Polícia Militar, para soldados, foi realizado em fevereiro do ano passado e 18,6 mil candidatos fizeram as provas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions