A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/09/2009 16:40

Saneamento em MS põe em xeque dados do IBGE

Redação

Números relacionados a Mato Grosso do Sul, divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), colocam em xeque a confiabilidade da PNAD (Pesquisa Nacional de Amostragem por Domicílio).

Para fazer a pesquisa, os recenseadores visitaram somente 0,4% das residências de Mato Grosso do Sul e chegaram a conclusões estranhas como a redução na quantidade de casas ligadas a rede coletora ou fossa séptica e de residências com energia elétrica. Foram visitadas, no ano passado, apenas 2.903 residências em um universo de 725 mil.

A redução apontada pela pesquisa na quantidade de casas com iluminação elétrica de 723 mil para 722 mil é explicada pela própria assessoria de imprensa do IBGE como resultado da redução de casas em Mato Grosso do Sul de 728 mil para 725 mil do ano de 2007 a 2008. Por isso mesmo, conforme a pesquisa, o percentual de casas com iluminação elétrica subiu 0,2 pontos percentual, chegando a 99,6%.

Mas o que chama a atenção na pesquisa são os números relacionados à rede de esgoto. Em 2007 seriam 221 mil residências (30%) com rede coletora ou fossa séptica contra apenas 174 mil (24%) um ano depois. Sobre este aspecto, o IBGE, através da assessoria de imprensa, admite que a redução pode ser irreal e que o erro está no fato da pesquisa ter sido feita por meio de amostragem.

Os números da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) e da Águas Guariroba mostram uma realidade muito diferente. Responsável por atender 68 dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul, a Sanesul diz que tem um crescimento médio é de 2.200 ligações a rede de esgoto por ano.

Segundo a empresa, em 2007 existiam 36.854 ligações de esgoto; número que saltou para 38.754 em 2008 e 41.259 até agosto deste ano.

Já a assessoria de imprensa da Águas Guariroba, que atende Campo Grande, afirma que através do Sanear Morena, de 2006 a 2008 a extensão da rede de esgoto teve um aumento de 30% e hoje atende 60% da Capital.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions