A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/05/2009 09:21

Sem luz desde ontem, escola fica impedida de dar aula

Redação

Alunos da escola Gappe, localizada na rua 25 de dezembro próximo à Avenida Mato Grosso, em Campo Grande, estão participando apenas de atividades recreativas, porque o fornecimento de energia está suspenso desde às 15h20 de ontem, devido à chuva que veio acompanhada de fortes ventos.

Durante o vendaval, sete alimentadores de energia, do 65, foram afetados por galhos na Capital.

A Enersul informa que de ontem para hoje recebeu 1,5 mil solicitações de serviço, o que representa aumento de 15 vezes em relação à rotina. Até às 9 horas restavam 350 para serem atendidas, de acordo com a Enersul, "situações pontuais". A empresa trabalha com 35 equipes.

Na escola Gapp, as luzes de emergência foram acionadas, mas nesta sexta-feira as baterias já haviam esgotado.

A coordenadora de Educação Infantil, Stael Gutierrez, disse que ligou para a Enersul e foi informada de que as equipes estão nas ruas, para sanar o problema.

No cruzamento da Mato Grosso do Sul com a 25 de dezembro, o semáforo não está funcionando e o fluxo é controlado pelos amarelinhos. Os ventos provocaram vários estragos nesta quinta-feira, como queda de árvores, postes e destelhamentos.

No Jardim das Acácias, na região do bairro Coophasul, a queda de energia ocorreu às 15 horas e só foi voltar depois da meia-noite, mas não em todas as casas.

No Tiradentes, moradores também reclamam que até agora não foi restabelecido o abastecimento.

A Enersul colocou ontem 25 equipes para trabalhar no restabelecimento de luz em Campo Grande. O temporal, com ventos de até 98 quilômetros por hora, causou o desligamento também em bairros como Carandá, Jardim dos Estados, São Francisco, Vila Nasser, Centro, Panorama e Monte Líbano.

Pela cidade - Moradores dos bairros Tirantes e Mata do Jacinto também passaram a manhã de hoje sem luz.

Na Mata do Jacinto, há 21 horas algumas ruas estão com fornecimento cortado.

Os filhos da dona de casa Daniela Pereira, de 31 anos, foram para a escola hoje sem banho, conta a mãe. Com a queda de temperatura, ninguém teve coragem de enfrentar a ducha fria.

"A gente sentiu também, sem poder ligar uma televisão ou rádio", reclama. A energia caiu na noite de ontem. Quando na maioria dos bairros o abastecimento era restabelecido, a luz terminava na rua Avalon, diz Daniela.

"Terminou por volta das 23 horas". Depois de muitas ligações, a dona de casa conta que a resposta foi que as equipes já estão nas ruas, fazendo os reparos. "Mas por aqui, andamos, andamos, mas não vimos ninguém da Enersul."

Ela admite que normalmente o problema é resolvido rápido e que há anos não ficava sem energia por tanto tempo. "Desta vez está demorando demais".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions