A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/05/2014 16:23

Sem PRF, PF e Exército, fronteira de MS ficará aberta ao crime na Copa

Lidiane Kober
Da Polícia Federal, 160 homens vão deixar MS para reforçar segurança na Copa (Foto: Divulgação)Da Polícia Federal, 160 homens vão deixar MS para reforçar segurança na Copa (Foto: Divulgação)

Com o desfalque de policiais federais, rodoviários e de militares do Exército, a segurança na fronteira de Mato Grosso do Sul ficará ameaçada e poderá ficar aberta ao crime, durante a realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil.

Só da PF (Polícia Federal), de 30% a 40% do efetivo sul-mato-grossense foi escalado pela Fifa (Federação Internacional de Futebol) para atuar na Copa. Da PRF (Polícia Rodoviária Federal), 25,5% do efetivo vai deixar o Estado e postos de atendimento correm o risco de serem fechados de 30 de maio até meados de julho.

Presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso do Sul, Jorge Caldas alertou sobre o risco de a fronteira ficar aberta. Segundo ele, hoje a categoria já enfrenta déficit, principalmente, na divisa com o Paraguai e a Bolívia.

“O nosso efetivo já é pequeno e a retirada de policiais vai fazer falta no policiamento preventivo e ostensivo na região de fronteira”, afirmou Caldas, com convicção. De acordo com ele, hoje, atuam nas delegacias de Corumbá e Ponta Porã 100 homens.

“Tirar de 30 a 40% para quem já tem pouco, é muito coisa”, comentou. Além dos escalados para a Copa, o presidente do sindicato frisou que há policiais de férias, de licença de saúde e de folga de 72 horas, após plantão. “Por isso, não tenho dúvida que a segurança vai sofrer defasagem”, reforçou.

Conforme Caldas, cabe a PF atuar na repressão ao tráfico de drogas e armas, no contrabando, no descaminho de mercadorias e no controle imigratório. “Gente com mandado de prisão pode deixar o país durante a Copa”, alertou.

Por outro lado, o superintendente da PF em Mato Grosso do Sul, Edgar Paulo Marcon, minimizou os efeitos do desfalque. “Não vai prejudicar, há tempos estamos planejando isso e, ao contrário da PRF, não temos atividades de policiamento, só de inteligência e investigação”, ponderou.

Marcon ressaltou ainda que a “Copa é um evento de todo o Brasil e todo mundo tem que colaborar”. Ele informou ainda que 160 policiais do Estado vão autuar no evento em Curitiba (PR) e Cuiabá. “Representa entre 30% a 40% do nosso efetivo”, detalhou.

O presidente do Sindicado dos Policiais Rodoviários de Mato Grosso do Sul, Lúcio Nogueira, também manifestou preocupação com o desfalque na PRF. Segundo ele, dos 450 profissionais, que atuam em 22 postos e 10 delegacias, 115 foram escalados para atuar na Copa. “Pode acontecer de postos serem fechados”, afirmou.

A possibilidade, segundo ele, existe diante do déficit de policiais rodoviários já existente no Estado. “O efetivo ideal era de 800 homens”, defendeu Nogueira.

Hoje, de acordo com ele, praticamente todos os dias ficam apenas dois policiais nos 22 postos de atendimento. “Se ficar apenas um, fecha o posto”, explicou, fazendo menção ao perigo de deixar um homem sozinho na segurança.

Exército – Na segunda-feira (26), o CMO (Comando Militar do Oeste), apresentará a equipe que saíra de Mato Grosso do Sul para reforçar a segurança da Copa em Cuiabá. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, “tropas de diversas localidades de Mato Grosso do Sul, estão sendo deslocadas para apoiar a missão em Cuiabá”.

Também serão transferidos “cães de guerra, usado para farejamento, como o de entorpecentes”, além de viaturas equipadas.

De manhã, o governador André Puccinelli (PMDB) não escondeu a irritação com a defasagem na segurança pública do Estado durante a Copa do Mundo. 

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


Padrão FIFA de aumentar a criminalidade......E Brasil que paga pau para gringo, não temos governo de pulso firme para peitar estes gringos, o Lula é prova de ter pagado pau pro Evro na Bolivia..........e por ai vamos....esse é o governo do PT. UMA VERGONHA!!!!!!
 
GILBERTO P PEREIRA em 23/05/2014 22:19:48
Com o devido e merecido respeito, peço-vos que, ao menos durante a copa, quem escreveu esta matéria, caso seja vítima de alguma ação criminosa, que ligue para o Batmam ou outro super herói qualquer. Simplesmente desprezam o bom trabalho desenvolvido por cerca de 6 mil homens fardados, que compõem minha Gloriosa Polícia Militar.
 
Luis Fernando Ferreira da Silva em 23/05/2014 19:19:23
Sou tungado com a exorbitância dos impostos que pago para receber isso. E viva a "casa da mãe Joana"!
 
Hugo Alves em 23/05/2014 17:52:03
Mas o Exercito não iria ficar até o final da copa nas fronteiras, segundo disse o ministro da defesa.
Se cuidem quem tem picape nova e carrões de luxo, porque os ladrões vão fazer a festa, evitem trafegar durante altas horas da noite e chegar ou sair de casa nesses horários, porque com a policia os bandidos já estão fazendo um arrastão com destino ao paraguai e bolivia.
 
Marcos Wild em 23/05/2014 16:54:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions