A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/01/2015 13:40

Sem-terra libera rodovias bloqueadas em protesto contra despejo de usina

Viviane Oliveira
(Um dos trechos que havia sido bloqueado nesta manhã. (Direto das Ruas) (Um dos trechos que havia sido bloqueado nesta manhã. (Direto das Ruas)

Integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) desbloquearam as quatro rodovias de Mato Grosso do Sul que tinham sido fechadas no início da manhã desta sexta-feira (3), de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal).

A manifestação é em solidariedade as famílias que foram despejadas ontem (29) do acampamento da Usina Santa Olinda, em Quebra Coco, distrito Sidrolândia, distante 71 quilômetros de Campo Grande. Estava interditada a BR-267, no distrito Casa Verde, em Nova Andradina, BR- 262, em Terenos, BR-163 em Anhandui e a MS 487, que liga Itaquiraí a Naviraí. As rodovias foram liberadas por volta do meio-dia.

A primeira informação do dirigente nacional do MST/MS, Jonas Carlos da Conceição, era de que não havia previsão de desbloqueio. “Não podemos aceitar calados o que foi feito ontem, uma ação de despejo irresponsável, que não cumpriu com as normas legais e abalou as famílias acampadas no Quebra Coco”, afirma.

O dirigente reclama que em nenhum momento, desde o dia 10 de janeiro, quando o movimento abriu o acampamento no local, houve notificação judicial de desocupação da área para o MST. “Todos ficaram sabendo da situação por notícias na imprensa, portanto as famílias não estavam preparadas para desocuparem o local e nem tinham em mente onde montar um novo acampamento”, reclama.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions