A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/08/2014 15:44

Semestre só terá um feriado e população espera ter menos prejuízo

Leonardo Rocha
Eva Lurdes Sandim diz que deveria diminuir o número de feriados no ano (Foto: Marcos Ermínio)Eva Lurdes Sandim diz que deveria diminuir o número de feriados no ano (Foto: Marcos Ermínio)
A vendedora Sabrina Crispin afirmou que o feirado gera prejuízo, pois diminui os fregueses (Foto:Marcos Ermínio)A vendedora Sabrina Crispin afirmou que o feirado gera prejuízo, pois diminui os fregueses (Foto:Marcos Ermínio)

No segundo semestre deste ano, a população de Campo Grande só terá um feriado durante a semana, justamente o próximo, quando se comemora o aniversário da cidade, no dia 26 de agosto. Os outros vão cair no sábado e domingo. Os comerciantes ficaram contentes com o calendário, já que terão menos prejuízos.

Neste semestre os feriados de 11 de outubro (Divisão do Estado) e 15 de novembro (Proclamação da República) irão cair em um sábado, já as datas de 7 de setembro (Independência), 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida) e 02 de novembro (Finados) irão ser celebrados no domingo. Além do aniversário de Campo Grande, 26 de agosto, que será na terça-feira, apenas o Natal (25 de dezembro), que se diferencia dos demais, será durante a semana, em uma quinta-feira.

Para os servidores públicos, estes benefícios serão maiores, já que no dia 28 de outubro, na data de comemoração da classe, irá cair em uma terça-feira. Este ano (2014) foi atípico, pois além dos feriados que já estavam previstos, também houve a Copa do Mundo no Brasil, que mudou o horário de trabalho de vários segmentos.

Prejuízo – O mototaxista Ricardo da Silva, 25 anos, afirmou que para sua profissão quanto menos feriados melhor, já que nestes dias o público é reduzido, e acaba gerando prejuízo para o final do mês. “O número de feriados já está bom, dependendo da data nem compensa trabalhar, o que nos atrapalha bastante”.

A vendedora Sabrina Crispin Paiva, 35, ponderou que já existem muitos feriados na cidade e isto só faz ela perder fregueses. “Para mim não agrada feriado, pois trabalho independente destas datas, além disso já tivemos muitas folgas com a Copa do Mundo, a cidade não pode parar”, apontou.

A cozinheira Eva de Lurdes Sandim, 40, ressaltou que o brasileiro não precisa de mais feriados e que na sua concepção o ideal era diminuir os que já existem. “No serviço fazemos trocas, quando não trabalhamos normal, não faz diferença alguma”.

O pedreiro André Rodrigues, 44, lembrou que nestes dias os trabalhadores perdem dinheiro, apesar que muitos gostam de parar durante a semana para ter um descanso. “O brasileiro já se acostumou com esta folga, se diminuir (feriados) irão reclamar”.

Já o servente Michael Oliveira, 17, ficou chateado quando descobriu que todos estes feriados serão no final de semana. “Quanto mais feriados melhor, principalmente quando emenda, pois abre espaço até para viajar”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions