A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/11/2011 17:49

TJ nega habeas corpus a policiais militares presos por corrupção

Nadyenka Castro

Decisão do desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte mantém no presídio os militares envolvidos com contrabando

Operações do Gaeco em conjunto com a PM prenderam policiais militares por corrupção. (Foto: João Garrigó)Operações do Gaeco em conjunto com a PM prenderam policiais militares por corrupção. (Foto: João Garrigó)

Decisão do desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, mantém presos os policiais militares presos no fim do mês passado acusados de receber propina para facilitar a entrada de contrabando no Estado. A decisão é em caráter liminar.

O desembargador ainda pediu mais informações sobre as acusações e também encaminhou o pedido de habeas corpus à Procuradoria Geral de Justiça para parecer.

Após o parecer do Ministério Público Estadual, o habeas corpus vai para julgamento do mérito e será analisado também por outros desembargadores.

Os policiais foram presos em duas ações realizadas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) em conjunto com a Polícia Militar realizadas no mês passado.

Conforme investigação do Gaeco e Agência de Inteligência da PM, os militares recebiam propinas para liberar a passagem de produtos contrabandeados.

Havia um grupo em Sidrolândia- que era subdivido em dois - e outro no Sul do Estado, principalmente em Naviraí. O primeiro começou a ser investigado há aproximadamente nove meses e o segundo há cerca de um ano.



Vejam o absurdo do nosso código penal. O funcionário Público errou e tem que ser excluído da instituição mas tem uma grande diferença no crime, ele não matou ninguem e foi negada à eles o HC, no entanto o torcedor de futebol por conta de uma piada ou sarro , mata um fere outro e vai a Delegacia, é réu confesso e vai responder em liberdade. O STJ, não tem poder de anular leis idiota.
 
Luiz Santana em 18/11/2011 11:34:07
Da mesma forma que as leis deveriam ser rígidas para todos os tipos de crimes, os crimes cometidos por pessoas da segurança pública deveriam ter um peso maior, pois, são estas pessoas as quais deveriam também, servir de espelho para a sociedade. As autoridades precisam ser rígidas, para que não tenhamos aqui no estado, uma polícia nos moldes do Rio de Janeiro.
 
Wellington Sampaio em 18/11/2011 10:21:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions