A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/05/2009 15:30

Trad pede repatriação ao Paraguai de notebooks de escola

Redação

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), pediu a repatriação ao governo paraguaio de notebooks furtados da Escola Municipal Professora Iracema Maria Vicente, no Bairro Rita Vieira. Os computadores foram parar em Salto de Guairá (PY) e começaram a ser comercializados a preços abaixo do valor de mercado.

O Campo Grande News recebeu a informação de que a loja Computronic havia colocado os notebooks em oferta. Até o msn era usado para divulgar a promoção dos equipamentos.

A Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) foi informada pela equipe de reportagem acerca da denúncia e foi à fronteira investigar o caso entre os dias 24 e 28 de abril. Com autorização da Polícia do Paraguai, o serviço de inteligência da delegacia foi a Salto de Guairá.

Ao ser questionado sobre a venda do produto, a primeira reação do vendedor foi dizer que não tinha. Somente quando os policiais, supostamente interessados em comprar as máquinas, apresentaram orçamentos de outras lojas a história começou a ser desvendada.

O vendedor revelou aos policiais que tinha 40 notebooks Itautec por R$ 1.080,00, enquanto o preço de comércio varia de R$ 1,4 mil a R$ 1,8 mil. Caso o negócio fosse fechado, ele disponibilizaria 20 computadores.

Contudo as máquinas não estavam na loja, que tinha apenas caixas vazias de computadores. O vendedor disse que os notebooks oferecidos ficaram em Cidade del Leste.

Os policiais pediram para ver os computadores para fechar o negócio. A demonstração foi feita fora da loja e acompanhada de três capangas para dar segurança ao vendedor.

Segundo a Polícia, a máquina mostrada era número C452701000024, uma das 79 furtadadas da escola. Um dia depois de mostrar o equipamento, o vendedor desistiu do negócio.

A Polícia Civil retornou à Capital e comunicou o caso a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

A administração municipal também foi acionada e tenta recuperar os notebooks junto a presidência do Paraguai. Ontem, o prefeito Nelsinho Trad informou que já pediu a repatrição dos aparelhos ao governo paraguaio.

As investigações continuam para que a Polícia indentifique as pessoas envolvidas no esquema, que levou à fronteira os computadores. O vigia Ben-Hur Ayala Stadler, 29 anos, foi indiciado por envolvimento no sumiço de um notebook. O furto foi praticado em março.

Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (12) critérios mais rígidos para definir morte encefálica. A mudança nos procedimentos tem impacto...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions