ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Vizinhos apostam em reviravolta no caso de "avô" morto por adolescente

Por Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado | 12/11/2013 16:20
Irmão desconfia de versão de que menino de 16 anos matou Natalino no domingo (Foto: Cleber Gellio)
Irmão desconfia de versão de que menino de 16 anos matou Natalino no domingo (Foto: Cleber Gellio)

Vizinhos e um irmão duvidam da primeira versão do assassinato de Natalino França, 41 anos, ocorrido na madrugada de domingo (10) no Bairro Sayonara, em Campo Grande. Eles acusam da esposa da vítima de jogar a culpa no neto, que é menor de idade, para livrar o filho, que seria ex-presidiário, da cadeia.

No domingo, Maria Isabel Gomes contou que o neto, de 16 anos, chegou na casa e foi atendido pelo marido. O rapaz chegou em uma moto vermelha e matou o seu marido com uma facada. Na ocasião, ela contou que não sabia a causa do crime.

Hoje, o irmão de Natalino, Nilson França, 52, contou que o jovem nunca se desentendeu com o marido da avó. No entanto, o filho da Maria Isabel já teria se estranhado com Natalino. Na sua versão, a mulher está protegendo o filho e acusando o neto porque ele é menor de idade.

Ele contou que outro fato estranho é que o portão e a porta da casa estavam abertos. “Meu irmão sempre deixava fechado”, contou.

A mesma versão foi apresentada pela vizinha, Samara Valéria Arruda de Moraes, 23, que foi a primeira a acudir a vítima e a chamar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ela contou que viu dois homens saindo, em uma motocicleta vermelha, da casa poucos minutos após o crime. A vizinha não confirmou a versão de que o neto deixou a casa sozinho.

O caso é investigado pela 7ª Delegacia de Polícia.

Nos siga no Google Notícias