A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


26/07/2017 15:02

Enfim, a tão sonhada migração das rádios em MS

Reinaldo Rosa

WELCOME – Emissoras de rádio de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul tiveram oficializadas suas migrações da faixa AM para a sonhada banda de Frequência Modulada. Discursos de praxe miraram avanços tecnológicos, melhoria na qualidade sonora e empregabilidade.

QUEM GANHA - Presidente da Associação das Emissoras de Radiodifusão de MS, Rosário Congro Neto, garante aumento de empregos do setor nesta região do Centro-Oeste. A conferir. Alta tecnologia, presente em muitas atividades, proporcionam economia ao patronato e escassez de mão de obra.

QUEM PERDE - As frequências AM foram fundamentais na vida do brasileiro desde meados do século XX. Rádios de longo alcance, que atingiam quase 100% do território do Centro-Oeste, são os verdadeiros –e talvez únicos- amigos de fieis ouvintes pantaneiros. Como ficam?

UM POR TODOS - O surgimento das rádios comerciais provocou a era de ouro do rádio na década de 20 até os anos 50. Atualmente a corrida do ouro é objetivo único de empresários da comunicação que aplicam na quantidade –econômica- em detrimento da qualidade cultural. Simples assim.

PORTA-VOZES – Dividir para multiplicar. Migração de faixa de AM para a de FM torna-se bom apelo para que aquelas da antiga banda tenham novo folego comercial. Poderes constituídos serão 'visitados' e o bolo publicitário oficial terão novos números. Área privada pouco investe.

HÃ? – Respeitando o maior anunciante, emissoras de pequenas cidades ficam divididas entre notícias de interesse da comunidade e/ou do Poder local. Independência da atividade de informação depende de várias atenuantes e interpretações.

PERGUNTAR NÃO OFENDE - Mudanças na ionosfera após o pôr-do-sol podem aumentar significativamente o alcance das estações, segundo o Wikipédia. Que medidas serão tomadas por radiodifusores para impedir este fato?

ABRAÇOS – Nesta quinta-feira é dia de festa –em família- para o ex-radialista Eder Mosciaro. Parabéns da Coluna.

CONTROL C - "Marcelo Médice apresentou 'Cada um com seus pobrema', e o público saiu do Glauce Rocha com aquele gosto de "quero mais". Jamelão e Pedro Silva Promoções acertaram em cheio em trazer uma peça teatral muito boa e divertida". Comentário do jornalista Alex Fraga. Nada a acrescentar. Ou retirar.

VC NA COLUNA – "Lamentável a migração das AMs para FMs. Será a universalização da mediocridade e da mesmice que impera nas FMs do estado. Profissionais sem qualificação, emissoras sem comando artístico e proprietários só de olho nos contratos com Governo do Estado e Prefeituras. Podem fiscalizar através dos Portais de Transparências, como vai subir os gastos dos mandantes com publicidade radiofônica. Triste! Parabéns Reinaldo Souza Rosa, pela coluna sempre com boas informações e discussões sérias. Necessária para a comunicação do MS". Ely Leal

Comércio local fora do horário nobre
DE BRISA – TV Morena continua com tabela de preços discricionária em sua grade publicitária. No horário nobre não existe veiculação significativa de ...
TVE tem novidade na cobertura do futebol de MS
VÍDEO MONITORAMENTO - Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social de Dourados instaura Inquérito Civil para investigar eventual irregularida...
Só Corumbá terá Carnaval na televisão
MAMÃE EU QUERO – Procura-se o responsável pelo apoio midiático e discriminatório do governo do Estado. Apenas a Festa de Momo, de Corumbá, foi privil...
Proposta do Grupo Zahran é notícia em Goiás
BABADO GRANDE – Fevereiro começou com grande bomba em Goiás, com os rumores sobre a venda da mais antiga empresa de comunicação local. O Grupo Jaime ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions