A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Maio de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


11/08/2014 09:44

Franklin Martins se apega ao poder e zomba de colegas de profissão

Reinaldo Rosa

REMOTO PERPÉTUO – A opção de governos estaduais pela programação da TV Brasil – em detrimento da TV Cultura, de São Paulo - pode ser colocada em discussão. A audiência da emissora paulista é 26% maior que a da concorrente.

GENTE NOSSA – A EBC comanda as atividades da TV Brasil, que tem a mulher de Franklin Martins como diretora executiva. O governo federal injetou três bilhões de reais durante seus sete anos e, neste período, não saiu do traço no ibope.

BRASIL GUAICURU – Em Mato Grosso do Sul a TV Brasil Pantanal marca pontos positivos. Graças a seus profissionais a programação regional tem mais audiência que a nacional.

BEIJO NO OMBRO – O ex do jornalismo da Globo se irrita com a classificação de ‘cabide de emprego’ da EBC e desdenha do orçamento procedente dos cofres públicos. “Orçamento de meio bilhão anual é pouco” debocha Franklin Martins.

AGENDA – É nesta sexta-feira, dia 15 de agosto. O reencontro com os Irmãos Geraldo, Alzira, Tetê e Celito Espíndola acontece em Campo Grande, na Praça do Rádio Clube. Noite da Seresta Especial. Que promete.

CANAIS ENCALHADOS - 19 milhões de assinantes e cerca de 70 milhões de espectadores. São os números do placar da TV paga no país. 60% dos assinantes sintonizam programações das redes Globo, Band, SBT e Record. Procure entender.

NEM TUDO É OURO – Revelado por Silvio Santos e tendo alcançado ibope no ‘Cidade Alerta’, graças a Marcelo Rezende, Luiz Bacci chegou na Band. Com atração ‘escada’ do programa de Datena, as matérias se repetem e já causa incômodo nas respectivas equipes.

VAI DA VALSA - Novelas da Globo não terão duração previamente estabelecida. Audiência determinará o ‘para ou continua’ de cada trama. Foi preciso uma reunião do núcleo de autores com dirigentes da emissora para chegar a tal conclusão. Como se a plebe ignara ainda não soubesse disso.

Rádio esbanja potência, mas com público restrito
O ELO – No Brasil todo está disseminada a prática de terceirização de espaços na comunicação falada. Cronistas do rádio esportivo ficam à mercê do bo...
O bagunçado e voraz mercado local das rádios
SENHORES PASSAGEIROS – Nivaldo Mota, João Flores, Miltinho Viana e Marcelo Nunes têm algo em comum. Foram revelados para o rádio de MS originários do...
Sem novas ideias, rádio de MS definha
SINTONIA GROSSA – Tratado como penduricalho de informações oficiais, o rádio de Mato Grosso do Sul definha por não renovar estratégias comerciais de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions